Flamengo tenta reduzir pedida do Al-Ahli por Éverton Ribeiro.

43
Everton Ribeiro – Foto: Gustavo Theza

ESPN: O
meia Éverton Ribeiro decidiu deixar o Al Ahli, clube dos Emirados Árabes em que
já está há três temporadas. Sua ideia é retornar ao Brasil, e interessados,
pelo seu futebol, não faltam. No entanto, os valores da negociação assustam até
os times mais ricos do país.

Segundo
Mauro Cezar Pereira, comentarista dos canais ESPN e blogueiro do ESPN.com.br, o
Al Ahli pede R$ 16,6 milhões por 50% dos direitos do atleta, que topa um
salário de R$ 700 mil para atuar novamente no Brasil.
Fora
isso, seu empresário, Robson Ferreira, ainda pede R$ 1,7 milhão para fechar o
negócio com os árabes.
Apesar
de Éverton ter bom retrospecto recente, com títulos importantes por Al Ahli e
Cruzeiro (bicampeão brasileiro), além de convocações pela seleção brasileira,
os altos valores já fizeram equipes desistirem do negócio.
De
acordo com Jorge Nicola, comentarista dos canais ESPN, o Palmeiras demonstrou
interesse em Ribeiro quando soube que ele estaria deixando os Emirados Árabes.
Ao saber do montante a ser desembolsado, porém, o clube palestrino pulou fora.
E isso
que os palestrinos tiveram a maior receita entre todas as equipes da Série A no
ano passado: R$ 477 milhões, segundo estudo do Itaú BBA.
Já o
Flamengo, que teve o segundo maior orçamento do país em 2016 (R$ 379 milhões) é
outro que não topa negociar com Éverton Ribeiro nos valores propostos agora.
Segundo
Mauro Cezar, o negócio só caminhará se os patamares financeiros forem
reduzidos, já que o clube da Gávea já usou o dinheiro da negociação do lateral
esquerdo Jorge, vendido ao Monaco, para cobrir investimentos feitos entre 2016
e 2017.
Além
de Palmeiras e Fla, o São Paulo também demonstrou interesse no ex-meia do
Cruzeiro. Contudo, a situação complicada do time tricolor, somada aos altos
investimentos recentes em atletas como o zagueiro Maicon e o atacante Lucas
Pratto, também dificultam um acerto.
Éverton
tem 27 anos e foi revelado pelo Corinthians. Ele passou pelo São Caetano antes
de brilhar no Coritiba, sendo duas vezes vice da Copa do Brasil, e chegar à
“Raposa” em 2013. Fazendo ótima parceria com o também meia Ricardo
Goulart, ele conquistou duas vezes o Campeonato Brasileiro.
Pelo
Al Ahli, ele soma 96 partidas e 22 gols marcados.

COMENTÁRIOS: