Gilmar destaca premiação em final entre Flamengo e Fluminense.

11
Bandeira de 1981 na torcida do Flamengo no Engenhão – Foto: Marcos Vinicius Barbosa

GILMAR
FERREIRA
: Insisto em dizer que fez bem ao futebol carioca a provisória
intervenção do Ministério Público após a selvageria de torcedores de Botafogo e
Flamengo horas antes do confronto entre os times no Estádio Nílton Santos.

Soou
como grito de alerta e exigiu que dirigentes dos grandes clubes se reunissem
com a Federação para mostrar comprometimento com a causa.
A
ameaça da torcida única já serviu para algo…
OS
AMANTES do futebol sabem que a violência não é exclusividade deste esporte,
assim como sabemos que a medida do MP, por si só, não resolve o problema.
Mas a
cota parte dos clubes neste processo é grande, e era preciso mesmo que todos
assumissem compromissos.
Não dá
para acender a massa com provocações infantis e depois cruzar os braços
deixando que os órgãos de segurança apaguem o fogo.
O
FLA-FLU desta tarde, que decide a Taça Guanabara, primeiro turno do Estadual,
talvez não tenha o público merecido, numericamente.
Mas
garanto que quem ontem viu os dois presidentes irmanados hoje corre atrás do
ingresso afim de presenciar um clássico histórico.
Os
times duelam em tempos de paz, treze anos depois de decidirem a última Taça GB
(vitória do Flamengo), e o título fará um bem danado ao vencedor deste jogo.
ALÉM
DO TROFÉU, o campeão leva R$ 1 milhão e garante presença na semifinal que
decidirá o Estadual, em maio.
E é
justamente neste particular que está de olho o Flamengo.
É
lógico que a 22° Taça GB cairá muito bem na galeria do clube.
Mas é
que a conquista possibilitará o uso mais racional dos jogadores envolvidos com
suas seleções e com a Libertadores.
O bom
elenco permite a mescla e a Taça RJ passa ser laboratório.
O
FLAMENGO chega melhor e os números explicam o bom momento de Zé Ricardo.
Desde
que efetivado no cargo, no returno do Brasileiro de 2016, perdeu quatro de 32
jogos oficiais – 20 vitórias e oito empates.
E está
invicto há 16 _ se é que chamar este torneio da Primeira Liga de
“oficial”.
O
jovem Fluminense de Abel Braga, em fase de ajustes, é uma verdadeira incógnita.
Típico
perfil dos protagonistas deste clássico…

COMENTÁRIOS: