Jorge, ex-Flamengo, estreia pelo Monaco em jogo emocionante.

23
Foto: VALERY HACHE / AFP

GLOBO
ESPORTE
: Contratado ao fim de janeiro ao Flamengo e com apenas uma partida no
banco de reservas, no sábado passado, Jorge foi escalado como titular no meio
de campo e fez sua estreia no Monaco em uma partida que dificilmente vai
esquecer, pelas oitavas de final da  Copa
da França. No impressionante estádio Vélodrome, diante do tradicional, porém em
crise, Olympique de Marselha, participou de um jogo com sete gols, decidido
apenas na prorrogação, a favor do seu time, por 4 a 3, após empate por 2 a 2
nos 90 minutos. O atual líder do Campeonato Francês garantiu presença nas
quartas e afundou seu adversário ainda mais na crise.

– Foi
um grande jogo, que ficará marcado como um dos principais da minha carreira,
por tudo o que envolveu. Vinha treinando bem, esperando essa oportunidade, e
acho que pude dar a minha contribuição. Nem esperava jogar os 90 minutos, mas o
treinador me passou muita confiança. Foi uma partida muito difícil, pegada,
dentro da casa deles, e o time conseguiu manter o ritmo e o bom nível de jogo
que vem apresentando na temporada. No vestiário, após a partida, todos vieram
me dar os parabéns pela estreia. É aquela sensação do dever cumprido. Foi um
dia especial. Estou muito feliz – disse Jorge por meio de sua assessoria de
imprensa.
Escalado
ao lado de Bakayoko no meio, à frente de uma defesa formada pelo goleiro De
Sanctis, Touré, Raggi, o compatriota Jemerson, ex-Atlético-MG, e Mendy, o
brasileiro Jorge jogou atrás da linha formada por Dirar, João Moutinho e
Mbappé, responsável por abastecer o centroavante Germain. O artilheiro Falcao
García foi poupado e nem no banco ficou. Titular da equipe, Fabinho,
ex-Fluminense e Real Madrid, entrou aos 35 minutos do segundo tempo.
O
Monaco abriu o placar em cobrança de falta sofrida por Jorge e cobrada pelo
português João Moutinho. O goleiro Yoann Pelé até defendeu no canto, mas acabou
entrando com bola e tudo, logo aos 19 de jogo. Ainda antes do intervalo, aos
43, o francês Payet empatou, pegando de primeira da marca do pênalti o
cruzamento da esquerda. No segundo tempo, Mbappé deixou os visitantes de novo à
frente, aos 21, desviando lançamento da ponta canhota. Só que, aos 38, Cabella
marcou depois de jogada bem tramada pela direita e forçou a prorrogação.
Jorge
saiu logo no começo do tempo extra, aos cinco minutos. Do banco, viu Mendy
botar o Monaco de novo à frente, pouco antes do último intervalo, aos 14,
completando contra-ataque sozinho diante da rede. No início da etapa
complementar da prorrogação, Cabella voltou a empatar, por 3 a 3, aproveitando
falha da zaga dentro da área, aos cinco. Mas, pouco depois, Lemar deu números
finais ao placar, chutando da marca do pênalti depois de tabelinha, e garantiu
a classificação dos visitantes, aos oito dos 15 minutos finais.
Goleado
pelo Paris Saint-Germain por 5 a 1 no domingo passado, o Olympique foi
eliminado também nas oitavas de final da Copa da Liga. No Campeonato Francês,
está em sétimo lugar com 39 pontos, a sete da quarta colocação, posição de
acesso à Liga Europa, e a 20 do trio que vai à Champions. O time que tem o
segundo maior número de títulos nacionais do país, com nove, uma apenas atrás
do Saint-Étienne, parece não ter muito mais a fazer do que se esforçar para não
dar mais vexames em casa diante de sua torcida.

COMENTÁRIOS: