Jornalista questiona atuação do BNDS em patrocínios do Flamengo.

236
Eduardo Bandeira de Mello, Presidente do Flamengo, ao lado de um Jeep – Foto: Celso Pupo / Fotoaren

BLOG
DO PAULINHO
: Em dezembro de 2012, Eduardo Bandeira de Mello, ex-executivo do
BNDES (banco investigado, recentemente, em CPI e na Lava-Jato), foi eleito
presidente do Flamengo.

Um mês
depois (janeiro de 2013), a Pegeout teve liberado R$ 154 milhões em empréstimo
na instituição.
Ainda
no mesmo mês, a referida fabricante decidiu patrocinar a camisa do Flamengo.
Abril
de 2015: BNDES libera R$ 3,3 bilhões para a FIAT.
Dias
depois, a marca JEEP (fabricada pela FIAT) fecha acordo de patrocínio com o
rubro-negro.
Coincidências?
O
histórico do mandatário flamenguista, partícipe de uma gestão do BNDES
investigada por corrupção, além de beijador de mãos de Marco Polo Del Nero,
mesmo tendo pedido sua cabeça, dias antes, inspira, no mínimo, reflexão sobre o
assunto.

COMENTÁRIOS: