Líder isolado, Flamengo domina jogo e bate Basquete Cearense.

15
Foto: Stephan Eilert

GLOBO
ESPORTE:
O Flamengo aproveitou a falta de concentração e os erros de arremesso
do Basquete Cearense e venceu, no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, nesta
quarta-feira (22), por 94 a 81. Diante da torcida, o Carcará se mostrou
inconstante mais uma vez e perdeu novamente no NBB. O Mengão se mantém na ponta
com o resultado positivo. No entanto, ambos estão classificados de forma
antecipada para a próxima fase.

Na
próxima partida, o Basquete Cearense encara o Macaé, também em casa, no Ginásio
Paulo Sarasate, às 19h30 da sexta-feira (24). O Flamengo joga com o Vitória, em
Salvador, no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, às 20 horas também da
sexta-feira (24).
Flamengo mandou
O
primeiro quarto foi o mais disputado do tempo inicial. Basquete Cearense e
Flamengo protagonizaram uma partida bem disputada e que agitou a torcida
presente ao jogo. Aliás, o público nas arquibancadas estava em bom número. Mas
a festa foi mesmo do Mengão, que comandado por Marquinhos e JB Batista, passou
os primeiros 10 minutos com 21 a 18.
Mas, a
partir daí, a equipe de Alberto Bial, mandante do jogo, começou a errar muito
os arremessos. Enquanto isso, os jogadores do Flamengo se revezavam nas bolas
dentro da cesta. Com isso, o placar logo se elasteceu e os cariocas abriram 11
pontos. Do lado cearense, a bola continuava sem cair e as tentativas de
arremesso de três pontos também eram ruins. No final do quarto, o placar
marcava 26 a 12 – uma diferença a favor do Flamengo de 14 pontos. No geral, já
era 47 a 30.
Mais equilíbrio
Na
volta para o segundo tempo, o Basquete Cearense voltou mais aguerrido e
conseguiu abrir uma diferença pequena, mas que jogou a pressão de manter o
resultado para o lado do Flamengo. Duda Machado, Gustavinho e Toledo se
revezavam no ataque e nas cestas. Do lado carioca, Marcelinho Machado e Fischer
eram os mais procurados. No entanto, a bola passava de mão em mão até chegar à
cesta. Os erros cearenses impediram que a diferença fosse maior, inclusive.
Mesmo assim, o Carcará garantiu um 22 a 20. Com 67 a 52 no placar geral.
O
último quarto manteve o equilíbrio do anterior, mas com o Flamengo na frente do
placar em quase todo o tempo. Os ânimos se acirraram mais nessa reta final e os
técnicos das duas equipes reclamaram muito com a arbitragem. Assim como os
jogadores. Depois que os ânimos se acalmaram, o Carcará bem que tentou reagir,
mas viu seu adversário administrar bem a larga vantagem que tinha. No quarto, o
marcador foi pró-donos da casa: 29 a 27. Mas no geral do jogo, deu Fla: 94 a
81.

COMENTÁRIOS: