O que a Lagardère pode fazer com Maracanã sem o Flamengo?

18
Foto: Divulgação

BOTECO
DO FLA
: E então pintou aquela pizza metade Quatro Queijos e metade Óleo de
Fígado de Bacalhau. Junto com a boa notícia de que o Maracanã será o palco para
a partida contra o Atlético Paranaense na Liberta, veio a informação de que
nosso velho e querido estádio, convalescente por dentro após as maquiagens
fifenses e olímpicas, sai das mãos incompetentes da Odebrecht e vai para o
controle de uns franceses que o Flamengo não vê com bons olhos.

No
ping-pong “notícia boa, notícia má, notícia boa, notícia má…”, também pintou
o papo de que o Flamengo começou a se mobilizar de verdade (mais uma vez) para
negociar, através de permuta ou grana, o imóvel lá do Morro da Viúva, o que
PODE… PODE… Significar um terreno (dessa vez concreto e não só cogitado)
para a construção do Nosso Estádio.
Contudo,
como essas coisas todas costumam demorar e viram sempre uma novela, a não ser
que os gringos tenham uma carta na manga muito vantajosa para nós… Infelizmente
a partida contra o Furacão pode ser, no mínimo, nossa despedida por um bom
tempo do nosso palco favorito. Mas precisamos ser solidários. O “tino
comercial” de alguém que pega o Maracanã para administrar, mesmo sabendo que
não tem boas relações com seu principal usuário, é nível sabedoria Holmer
Simpson. Repito: ou o povo do “oui, bonjour, petit pois, abajour” tem uma
proposta muito boa e irrecusável para o Nosso Flamengo, ou eles acabaram de
comprar uma rifa do Cristo Redentor, um terreno na Avenida Atlântica à esquerda
de quem vai, uma réplica da Taça Libertadores do fluminenCe.
Como
nós aqui do Boteco, além de não timófobos também não somos xenófobos, e como
torcemos para que o Tio Bandeira seja duro em possíveis negociações com os
“allez le bleu”, apesar da afinidade nas cores dos dois grupos envolvidos,
seguem sugestões para um pós-vida para o Estádio Mário Filho Sem o Flamengo.
. DESCARTANDO OBVIEDADES. Em
tempos remotos, enquanto ainda estava na faculdade, uma expressão símbolo para
arrumar caminho para um negócio fadado ao fracasso era “derruba tudo e
transforma em um estacionamento”. Não vai rolar. Pelas características da
região, sem bola rolando não precisa de muito lugar pra guardar carro. E a
construção grande ao lado, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, além de
ter um espaço enorme para automóveis, anda tão ou mais abandonada que o
Maracanã.
. ROCK IN RIO DE 15 EM 15 DIAS. Ia
ser lucrativo em um primeiro momento, mas depois o povo ia enjoar. Fora o fato
de que o festival sempre é com as mesmas bandas compostas por oitentões e a
organização não sabe aproveitar as Divisões de Base do Rock. Em dois meses os
vovôs do Guns, Mettalica, Red Hot e outros teriam que acabar usando o CT do
Flamengo para ter condições de show, o que daria um trabalhão extra para o
Ederson, que é que manda no Departamento Médico do bagulho.
. TIROS PRA TODOS OS LADOS.
Apesar de fruto dos meus devaneios imbecis… Vocês já pensaram em um Mega
Confronto Paintball nas dependências do Maraca? Algo do tipo 150 em cada equipe
e podendo usar todas as dependências? Poderia até faturar um extra virando
reality show.
. NÃO OBRAS JÁ COMEÇADAS.
Apesar do trato que o Flamengo deu pra poder jogar lá, não é segredo pra
ninguém que o treco tá uma ruína só. Se as não obras já estão iniciadas, porque
não termos o nosso próprio Coliseu Carioca? É só prosseguir com o abandono e
desleixo que em poucos anos chega lá. Inclusive poderia ser usado para batalhas
de gladiadores com a turma do racha-cabeça existente em todos os clubes. Pensem
bem… Tem uma galera que só quer mesmo brigar, a polícia não sabe o que fazer
para evitar isso nos arredores dos estádios de futebol. Todo mundo ia sair
ganhando.
. MUSEU DO FUTEBOL CARIOCA.
Poderia conter fotos e itens de quando existia um Campeonato Carioca sensato,
com cópias de regulamentos simples que foram extintos pela “jenialidade” dos
cartolas. Material que provasse que já existiu realmente um Vasco Gigante e sem
o Eurico. Fotos de quando o fluminenCe era apenas uma agremiação desportiva,
antes de virar um escritório de advocacia. Do Botafogo… Do Botafogo… Ah…
Só catar uns troféus na sala deles. Qualquer um há de ser relíquia e empoeirado
o bastante para participar do museu.
. ALUGAR PRA PELADAS. Esse
ia ser sucesso na certa. Alugar o campo para eventos, festas de
confraternização de final de ano, peladas casados x solteiros em matrimônios e
afins. Como o estádio antes da fifetização recebia partidas do Carioqueta com a
participação da nanicada, o nível do futebol nem ia decair tanto assim.
. e- SPORTS. Essa
é uma outra ideia que pode não ser tão absurda. Ando impressionado com o avanço
da profissionalização dos campeonatos de games. Jamais pensei que poderia
chegar a esse nível, com transmissões ao vivo pelos principais canais
esportivos da TV. Apesar de discordar que uma partida de League of Legends
possa ser considerada uma prática desportiva… Tendências são tendências. Já
tem telão e lugar pro povo se acomodar.
. CONDOMÍNIO. Isso
ia dar MUITO dinheiro. Derrubar tudo em volta, menos o campo, e construir um
residencial luxuoso, cheio de infraestrutura, em que o campinho pra bater bola
com os amigos no domingo pela manhã fosse simplesmente o Maracanã. Nisso tem as
seguintes vantagens: Já tem piscina, quadra (Maracanãzinho), estacionamento, e
até pista de atletismo. Boa parte da obra já está adiantada.
. JUSTIÇA TERRITORIAL. Na
época do pré-Copa encheram o saco dos “índios” que moravam no terreno ao lado.
Uma balbúrdia sem fim, manifestações com umas gostosas (cara-pálida) de peito
pra fora, um circo. Tiraram o povo… E o terreno que ocupavam continua lá sem
uso. Pede desculpas pra Tribo Do Short Adidas Falsificado e bota todo mundo pra
plantar e colher no outrora Maior do Mundo.
. FUNÇÃO SOCIAL POPULISTA.
Bem… Sem-Teto é o que não falta no Rio de Janeiro.
Posso
estar até marcando um gol contra ao mostrar alternativas para o Novo Consórcio
para uma vida sem o Flamengo, mas como penso que esse pode ser o
momento/oportunidade que faltava para o Nosso Estádio começar a sair da Terra
do Nunca para o Mundo Real… Acho que tá valendo.
Colem
nas redes, urubus, UruBoas e Antis
Facebook
e Instagram: Mercio Querido
Twitter:
@sorinmercio
YouTube:
Canal Boteco do Flamengo. As notícias mais relevantes do Planeta Flamengo e
arredores… Comentadas de maneira irrelevante.

COMENTÁRIOS: