Para Extra, possível mudanças no time do Flamengo é blefe.

20
Zé Ricardo, técnico do Flamengo, e Felipe Vizeu – Foto: Gilvan de Souza

EXTRA
GLOBO
: Diante de um técnico experiente como Abel Braga, Zé Ricardo coloca todo
o seu conhecimento em jogo e insinua um Flamengo diferente para enfrentar o
Fluminense amanhã, na final da Taça Guanabara. A alteração, no entanto, deve
ficar por conta de detalhes táticos e de posicionamento. Embora tenha feito
testes para situações da partida, o treinador não deve surpreender na
escalação.

O
objetivo principal foi dito: anular a velocidade do ataque rival. Para isso, o
esquema rubro-negro, com dois pontas abertos e um lateral-esquerdo que saiu
muito, fica vulnerável. Essa é a principal brecha que Zé Ricardo pretende fechar.
Uma das soluções seria deslocar um dos volantes — Rômulo ou Willian Arão — para
o setor onde cai Gustavo Scarpa. A outra, entrar com Márcio Araújo, o que pode
acontecer no decorrer da partida.
Outras
modificações para encaixar mais no perfil de jogo do Fluminense seria dar
chance a Gabriel, que fecha bem pela ponta e no meio. O colombiano Berrío
também é arma para a decisão, mas Everton e Mancuello devem começar pelas
pontas.
— A
equipe do Fluminense tem características diferentes, principalmente seu ataque.
Todos os setores devem estar equilibrados e temos que manter a posse de bola —
analisou Zé Ricardo, que deixou no ar as mudanças.
— Há
possibilidade de um ou dois jogadores que não vinham iniciando começarem a
jogar por conta do que o Fluminense apresentar para a gente, mas vamos analisar
— completou o estrategista.

COMENTÁRIOS: