Para Juninho, Rômulo está sendo pressionado no Flamengo.

18
Rômulo, volante do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

UOL
ESPORTE VÊ TV
: A boa atuação do meio-campista Márcio Araújo na vitória desta
noite do Flamengo por 3 a 0 sobre o Bangu, pelo Campeonato Carioca, motivou uma
defesa ferrenha do jogador no programa Troca de Passes, do SporTV. Tanto o
apresentador Roger Flores quanto o comentarista da Rede Globo Juninho
Pernambucano, convidado ali, viram virtudes no contestado atleta rubro-negro.

”Eu
só vejo o Márcio Araújo jogar se for na frente da zaga. Ele jogou um pouco mais
adiantado no Palmeiras, demorou a achar uma posição, mas na frente da zaga,
esse primeiro volante, eu acho que erra pouquíssimos passes. O Márcio Araújo só
tem duas coisas que não faz como volante: uma virada (de bola) muito longa e
chute de fora (da área) porque não tem muita potência. Se ele trabalhar para
chutar de fora da área e melhorar uma virada, com um pouco mais de potência,
ele seria um volante muito completo”, elogiou logo de cara Juninho, ganhando a
concordância de Roger:
”A
gente cria rótulo de que o torcedor não gosta dele, que o torcedor pega no pé
dele”, disse.
”Às
vezes, pela imagem do jogador, o cara mais tímido, não fala muito,
introvertido, então às vezes acontece muito isso, mas ele não se entrega”,
avaliou Juninho, que analisou também a situação do outro meio-campista, Rômulo,
contratado para justamente substituir Márcio Araújo no time titular do
Flamengo.
”O
Rômulo também é um jogador muito bom, joguei com ele no Vasco, mas o que
acontece: toda vez que o jogador é contratado – dificilmente acontece fora do
Brasil -, independente da forma que ele esteja, ele joga, pelo nome. Isso a
gente tem que mudar. A não ser que seja um camisa 10, um artilheiro, aquela
posição que está faltando, mas tem que chegar e se encaixar no elenco e entrar
na hora certa. Prejudicou o Rômulo, foi prejudicado por isso, porque jogou fora
de forma”, opinou.
”Acha
que tá sendo pressionado?”, quis saber Roger Flores. ”Muito, muito
pressionado”, respondeu o analista global.
”E
isso atrapalha na atuação dele”, completou Roger, opinião também compartilhada
por Juninho.
”Atrapalha
demais e a torcida está errada em fazer isso, porque acabou de chegar e vai ser
importante no caminho da Libertadores e do Brasileiro. Mas o Márcio Araújo saiu
do time antes do tempo e, com isso, o treinador está tentando arrumar. O Rômulo
se sentiu pressionado, porque viu que um jogador da posição dele estava jogando
bem e não conseguiu render, porque não conhece os companheiros ainda”,
comentou.
Perguntado
pelo outro apresentador da mesa, Tiago Maranhão, se Rômulo não poderia executar
as mesmas funções executadas por Márcio Araújo, Juninho observou de forma
diferente os jogadores.
”Acho
que o Rômulo dá um volume, uma parte física maior, uma bola área maior, tem uma
saída de bola, mas a condução de bola do Márcio Araújo é melhor. A dinâmica,
ele sai mais rápido de trás do que o Rômulo. Então num jogo que ele pega muito
na bola, como hoje, é melhor um jogador como ele, do que como o Rômulo. Jogando
livre, baixinho, que consegue sair do adversário, ele é muito mais útil, pelo
menos na minha opinião.”
”O
que eu tenho certeza é que o Márcio Araújo é muito injustiçado”, acrescentou
Roger.

COMENTÁRIOS: