São Paulo e Palmeiras descartam contratação de Everton Ribeiro.

18
Everton Ribeiro em Cruzeiro x São Paulo – Foto: Doug Patrício

SUPER
ESPORTES
: Desde que o agente Robson Ferreira anunciou que Everton Ribeiro está
de saída do Al Ahli dos Emirados Árabes e “nunca antes um clube brasileiro
esteve tão próximo” de contratá-lo, o nome do meia virou tendência nas redes sociais
e ganhou projeção no mercado da bola. Cruzeiro, São Paulo e Palmeiras passaram
a ser cotados como os prováveis destinos do jogador de 27 anos.

A
diretoria do Cruzeiro se pronunciou oficialmente e abriu as portas para o
bicampeão brasileiro pelo clube, em 2013 e 2014, retornar à Toca da Raposa II,
desde que em condições economicamente viáveis.
”Temos
que tomar cuidado para não gerar expectativa. Não existe uma negociação neste
momento. Mas é claro que o Cruzeiro está atento à situação do Everton Ribeiro.
Se houver essa possibilidade (de o jogador retornar ao Brasil), vamos atrás. O
Everton Ribeiro é um jogador com potencial para atuar em qualquer liga do
futebol mundial. E o Cruzeiro sempre terá interesse em grandes jogadores como
ele”, disse, ao Superesportes, o diretor de futebol Klauss Câmara.
Nesta
quarta-feira, as possíveis condições da contratação de Everton Ribeiro foram
publicadas pelo canal ESPN: 5 milhões de euros por 50% dos direitos econômicos
e cerca de R$ 700 mil mensais de salário. Quem pagaria?
Em São
Paulo, dois dos clubes apontados como pretendentes de Ribeiro acabaram
anunciando que estão fora da briga pelo meia. Ao Superesportes, o diretor de
futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, descartou a repatriação do craque neste
momento. “Pra cá, não vem”, disse, por meio de mensagem de celular.
O
Palmeiras de Mattos já investiu alto no mercado para reforçar o time na disputa
da Copa Libertadores e trouxe jogadores para essa posição, casos de Guerra,
Michel Bastos, Hyoran e Raphael Veiga. Além disso, o diretor de futebol tratou
os valores de Everton Ribeiro, especulados pela imprensa, como acima das
possibilidades do clube paulista.
Por
sua vez, o diretor de futebol do São Paulo, José Jacobson Neto, explicou que
Everton Ribeiro foi oferecido ao clube na virada do ano, mas as condições
assustaram. Desde então, o meia não entrou mais nos planos. 

“O Everton Ribeiro
não existe nada. Existiu lá atrás uma procura do agente oferecendo para nós,
mas quando conversamos com o atleta não era o que o agente tinha dito. Ou seja,
que era um teto que o São Paulo poderia pagar naquele momento. O valor era
irreal para nossas condições. É um excelente jogador e viria bem para o São
Paulo, mas não falamos em nenhum momento mais sobre esse atleta de ontem para hoje”,
disse o dirigente, em Ribeirão Preto-SP, ao canal ESPN no começo da noite desta
quarta.

Enquanto
o futuro de Ribeiro não se define, ele cumpre o contrato que tem com o Al Ahli
até 2019.

COMENTÁRIOS: