Sempre minoria, Botafogo justifica voto a favor da torcida única.

20
Nelson Mufarrej ao lado de Carlos Eduardo Pereira – Foto: Vitor Silva/SSPress

FUT
RIO
: O vice-presidente geral do Botafogo Nelson Mufarrej concedeu entrevista
exclusiva à Rádio Transamérica, durante o programa Arena Transamérica, e
esclareceu a opinião do Botafogo quanto a realização da final da Taça
Guanabara, entre Fluminense e Flamengo, no Estádio Nilton Santos, casa do
alvinegro. O dirigente disse que o principal motivo para que o Bota fique
contra o jogo com duas torcidas é a não conclusão da investigação dos
confrontos envolvendo torcedores de Botafogo e Flamengo no último clássico do
estádio e negou que a rivalidade com os rubro-negros seja o principal ponto
para que o Glorioso não concorde com a opinião dos demais times grandes
cariocas.

– É
simples. Eu acho que a colocação do Botafogo é simples. Exisitiu um Botafogo e
Flamengo lá atrás que houveram problemas seríssimos, inclusive com a morte de
um botafoguense, que cravaram um espeto no seu pescoço, e outros botafoguenses
que também sofreram e foram hospitalizados, inclusive, um botafoguense foi
salvo de não ser incediado com a Polícia Municipal. Então diante disso, o
Ministério Público ingressou com esse inquérito e foi ao juízado do torcedor e
deu a liminar, e com isso, o Botafogo ficou apreciando o andamento de tudo.
Acontece que a situação do Botafogo hoje, é exatamente por que não liberar a
torcida dos dois times jogantes, por que? Simples, é porque o Botafogo não viu
ainda a conclusão das investigações que estão sendo realizadas, o inquérito foi
aberto, e não há conclusão nenhuma a respeito. Agora, se não há nenhuma
conclusão, existe uma liminar, queremos saber, a sociedade precisa saber dessa
conclusão para se sentir segura, ela já está insegura por conta de vários
outros fatores, ainda mais hoje junto ali ao estádio em que vão haver
confrontos e sem nenhuma providência – afirmou.
Perguntado
se no caso de a final ser composta Vasco e Fluminense a situação seria
facilitada, pois não contaria com o Flamengo, clube que a diretoria alvinegra
vem trocando faíscas desde o caso Willian Arão, Mufarrej negou. Ele reforçou
que atualmente não há conversas comerciais com o Rubro-Negro, como o próprio presidente
do Bota Carlos Eduardo Pereira faz questão de destacar sempre que tem a
oportunidade, mas voltou a afirmar que o motivo para estar contra torcida meio
a meio em clássicos no Engenhão é a não conclusão das investigações do último
incidente, preferindo não fazer suposições.
– Eu
acho que em relação ao Flamengo não há essa rivalidade, existem alguns pontos e
por isso hoje nós não temos nenhuma transação comercial com eles. Agora existem
pontos que o próprio presidente já abordou e nós estamos plenamente de acordo.
Agora, se houvesse um jogo entre Vasco e Fluminense, eu acho que teria que ser
mantida a liminar. Talvez fosse até mais fácil. O próprio juíz, o próprio
Ministério Público, não proceder a cassação da liminar, o próprio juíz dizer:
“Não, está cassada a partir de agora”. Agora isso é um ponto de vista
do julgador, o julgador que vai ter. Então eu não posso me antecipar dizendo
“vai acontecer isso, vai acontecer aquilo, a gente tem que analisar o fato
atual, o fato é este, o que está acontecendo é isso, a gente tem que dar
informações aos ouvintes da rádio para que possam entender a posição do
Botafogo – explicou.
Até
então, a decisão é de pôr torcida única na final do Campeonato Carioca, no
Estádio Nilton Santos. Com mando de campo da torcida tricolor, metade dos
ingressos já começarão a ser vendidos. A outra metade permanecerá travada,
enquanto os clubes tentarão conseguir, por meio de liminar, a liberação do
duelo com ambas as torcidas.
Confira
outros trechos da entrevista:
Independente de punição ou não, Botafogo
quer conclusão das investigações
– O
Botafogo simplesmente aderiu até que seja realmente terminada toda a
investigação, e se vai ser punido, ou se vão conseguir achar as pessoas ou não,
mas pelo menos tem que ter uma posição definitiva, daí a posição do Botafogo.
Tão logo isso seja esclarecido, tudo bem, nós somos os primeiros a querer
voltar com torcida dupla, de ambos os times, como sempre ocorreu. Mas
precisamos primeiro mostrar que está sendo tomada alguma providência, é uma coisa
séria e não pode deixar isso existir. Então essa é a posição do Botafogo em
relação ao evento que aconteceu e ficou muito desgradável, todos nós do
Botafogo estamos sentindo, imagine a família do torcedor morto, então essa é a
posição do Botafogo no momento. Hoje se você deixa as duas torcidas, essas
mesmas pessoas vão comparecer e fazer com que aconteçam outras desgraças.
Andamento das investigações do último
clássico entre Botafogo e Flamengo
– Eles
dizem que está em andamento. Nós fornecemos algumas fitas do entorno do Nilton
Santos. Mas eu não sei ainda, não tenho condições de dizer, vou até pedir ao
jurídico do Botafogo que procure saber melhor sobre o andamento desse
inquérito. Mas sabe-se que hoje em dia a Polícia Civil está em greve, pode ser
um dos motivos da demora. Nós não podemos aceitar qualquer justifica que não se
apure, nós precisamos ter segurança, resolver, e mostrar a toda a sociedade o
que está acontecendo. Inclusive, nós sempre pregamos a paz no Nilton Santos,
somos craques nisso, de anunciar nos intervalos dos jogos, mas isso tem que ser
apurado de alguma maneira, alguem dizer pelo menos “não conseguimos”,
mas aí está bem, terminou, arquivou, e o Botafogo volta a posição anterior de
permitir jogo de duas torcidas. Antes disso, a sociedade vai nos criticar e não
vai permitir que a gente feche parceria com uma opinião dessa.
Pensamento da sociedade, na visão do
dirigente, caso a liminar seja caçada
Inclusive
até no Maracanã, não é só no Nilton Santos não. Se ocorrer a casação da
liminar, primeiro que nós vamos dizer, a sociedade vai dizer, “o que está
acontecendo”? “Todo mundo está a favor de que essa liminar seja
descartada e que não se apure nada”? Esse é um ponto que acho que a
sociedade vai cobrar. E segundo, nós vamos encaminhar para o nosso departamento
jurídico. Eu lamento porque a sociedade vai cobrar, e tomara que não aconteça
nada. Porque até lá em Volta Redonda tivemos indícios de briga fora do estádio,
então é nisso que a gente tem que ficar atento. Vejam que está se fazendo uma
coisa séria, não fazer uma liminar e amanhã tirar a liminar, cassa liminar, e
voltar tudo de novo, vai lá no estádio e faz, lá fora acontecem desgraças,
acontecem problemas que afetam a sociedade e a população do Rio de Janeiro.

COMENTÁRIOS: