“Torcida do Flamengo vai aplaudir bastante Rômulo”, afirma Felipe.

14
Volante Rômulo está sob desconfiança da torcida do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

FOX
SPORTS
: Cria do Vasco e com uma carreira marcada por títulos em São Januário,
Felipe teve em 2003, talvez, o maior desafio da sua vida como profissional de
futebol. Atuar pelo Flamengo, maior rival do Cruzmaltino. Protagonista do time
campeão carioca de 2004, chutou para longe toda a desconfiança do torcedor por
conta do passado vascaíno. Quem vive situação parecida é o volante Rômulo.

Um dos
principais reforços do Rubro-Negro na temporada, ele começou a temporada como
titular. Após cinco anos no futebol russo, local que defendeu o Spartak Moscou,
acumulou lesão no joelho e um período de inatividade. No Rio de Janeiro, ainda
busca o ritmo de jogo ideal. Acabou vaiado pela torcida na vitória por 1 a 0
sobre o Resende, no último sábado (18 de março). Além disso, foi preterido por
Márcio Araújo na vitória sobre Bangu, na última quarta-feira (22). Em
entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, Felipe defendeu o camisa 27:
“Ele
tem que jogar o que sabe. É normal a desconfiança, ela vai sempre existir
quando se joga no rival. Ele é um profissional exemplar, focado. Agora, depois
do tempo na Rússia, tem uma experiência grande. Com a melhor forma física, se
readaptando ao futebol brasileiro, tenho certeza que a torcida do Flamengo vai
aplaudir bastante o Rômulo”, afirmou o Maestro.
Por
conta do perfil ofensivo que tem, Rômulo formou uma dupla de volantes moderna
com Willian Arão neste início de ano. Saída de bola rápida, volume de jogo e
presença na área adversária se tornaram constantes. No entanto, bastou um
tropeço diante do Fluminense, na final da Taça Guanabara, para o sinal de
alerta ser ligado nos arredores do Ninho do Urubu, muito por conta da fragilidade
defensiva contra o Tricolor. Ao lado de Rômulo, Felipe foi campeão da Copa do
Brasil de 2011 pelo Vasco e defendeu a manutenção do camisa 27 à frente da zaga
rubro-negra:
“Rômulo
é um primeiro volante de muita força na marcação, mas que tem um bom passe. Ele
é muito forte na bola aérea. Ele dá uma proteção muito boa para a defesa”,
explicou Felipe, que não vê problemas na formação de uma dupla com Willlian
Arão:
“Claro,
o Arão sai mais, chega bem à área adversária, mas não vejo problemas. O
Flamengo, em um todo, tem uma obediência tática grande, o Zé faz um bom
trabalho. Alguns jogadores são importantes, como o Éverton, Diego e Guerrero. O
segredo do Flamengo não é ter 11 jogadores, mas sim um elenco com 22 jogadores
de qualidade”, finalizou.

COMENTÁRIOS: