Torcida que se envolver em briga ficará fora de três clássicos.

13
Foto: Reprodução

SPORTV:
O Ministério Público do Rio de Janeiro vai se reunir com os quatro grandes
clubes do Rio e a Federação de Futebol do estado, na próxima segunda-feira,
para propor um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). O objetivo é impor a
Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo, além da Ferj, contrapartidas para que
seja suspensa a liminar que impõe a torcida única em clássicos do futebol
carioca.

O
promotor Rodrigo Terra, do MP-RJ, afirmou, em entrevista ao “Tá na Área”, que o
termo impõe aos clubes e à Ferj uma multa de R$ 3 milhões em casos de brigas
que resultem em lesão corporal grave ou morte. Além disso, a torcida da equipe
envolvida no episódio ficará impedida de frequentar os próximos três clássicos
seguidos. O acordo não servirá para o Fla-Flu do próximo domingo, pela final da
Taça Guanabara.
– Essa
medida (torcida única) ninguém quer, nem o Ministério Público, nem a Justiça,
porque ela, de uma certa forma, diminui a graça do espetáculo esportivo. Ela é
necessária nesse momento. O MP faz até uma proposta aos clubes e à federação
para que ela seja suspensa o mais rapidamente possível. Basta que eles assinem
um Termo de Ajustamento de Conduta se comprometendo a pagar uma multa de R$ 3
milhões se houve confrontos entre suas organizadas do qual resultar lesão
corporal grave ou morte. Além dessa multa, a torcida respectiva ficaria
suspensa do direito de comparecer ao estádio nos próximos três clássicos. Se
for aceita essa proposta do MP, é possível suspender totalmente essa que foi
mantida – disse.
Flamengo
e Fluminense vão entrar em campo no próximo domingo, no estádio Nilton Santos,
pela final da Taça Guanabara, às 16h (de Brasília). O jogo contará apenas com a
torcida tricolor, já que o juiz Guilherme Schilling, do Juizado Especial do
Torcedor e dos Grandes Eventos, manteve a liminar que determina torcida única
em jogos no Estado do Rio de Janeiro.
Pela
semifinal da Taça Guanabara, no domingo passado, o Flamengo venceu o Vasco por
1 a 0 em duelo que contou com torcida mista. O juiz abriu uma exceção para o
jogo pelo fato dele ter sido realizado fora da cidade do Rio de Janeiro, em
Volta Redonda, no estádio Raulino de Oliveira. Para o Fla-Flu, os dois clubes
ainda irão recorrer da decisão que impõe a torcida única na final – o Flu foi
sorteado mandante da partida e ganhou o direito de contar com seus torcedores.

COMENTÁRIOS: