Um descalabro!

11
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FLAMENGO
RJ
: Uma chacela o clássico, com suas histórias e tradições, mas para a
definição do campeonato nada ou quase nada valerá. Para o clube cruzmaltino o
jogo da vida, como gosta de repetir o seu treslocado “dono”, “um
campeonato a parte”, é certo que para o Vasco os três pontos também
valerão para coloca-los com chances na também esvaziada Taça Rio. Para o
Flamengo apenas mais um compromisso, em que o treinador Zé Ricardo poderá
continuar a preparar o time, para o jogo de verdade contra o Atlético
Paranaense em 12 de abril pela fundamental Libertadores.

O que
nos chama a atenção, é a capacidade desses dirigentes em acabarem com um
campeonato centenário e de indiscutíveis tradições, vivemos no passado momentos
memoráveis no carioca, um campeonato mais curto e com menos clubes já seria uma
ótima solução. Aquilo que já era decadente, conseguiu ficar pior este ano, eles
conseguiram a proeza de se superarem.
Pois
os dois turnos, que estão sendo disputados nada valem para a definição do
campeão, pura perda de tempo e dinheiro jogado fora, um tiro no pé do
profissionalismo, que os inusitados cartolas gostam de exaltar em suas inúteis
verborragias. Na realidade, o campeonato pra valer será o quadrangular final,
aí o peso dos jogos será outro, nada mais antidesportivo, nada mais antiético .
As verbas televisivas, nos livrarão de um prejuízo injustificável e sem
precedentes na história.
O que
se observa, é um campeonato preparado para levar o time do nefasto Eurico ao
título, nivelar por baixo para num quadrangular final o imponderável de um jogo
pessimamente apitado ou uma jornada infeliz de uma equipe melhor favorecer o
apequenado clube de São Januário. Além dos descalabros de cartolas do naipe de
um Eurico e Rubinho, a famigerada adesão ao voto initário nivelou tudo por
baixo, hoje somos reféns de clubes menores e ligas sem tradição ou torcida.
Voltando
a campo e bola, deveremos atuar com Muralha, Pará, Rever, R.Vaz e Renê,
M.Araújo, W.Arão e Paquetá, Berrío ou Mancuello, L.Damião ou Vizeu e Everton,
teremos a volta de M.Cirino ao banco de reservas. Já venderam mais de 18 mil
ingressos, deveremos ter um público razoável no Mané Garrincha, apesar de tudo
o clássico em si ainda gera expectativa, vale pela natural e civilizada
rivalidade…..SRN
Fernando
Lemos

COMENTÁRIOS: