Vasco e Botafogo são os mais pobres entre os “grandes” do Brasil.

141
Torcidas de Vasco e Botafogo – Foto: Cris Dissat / Fim de Jogo

ESPN: O
Palmeiras foi a equipe brasileira que mais faturou em 2016. A projeção é da
prévia do estudo anual do “Itaú BBA” sobre as finanças das equipes do
país. Segundo a análise, que projetou a receita dos 12 maiores clubes
nacionais, o campeão da Série A arrecadou R$ 477 milhões.

O
segundo no levantamento foi o Flamengo, com R$ 379 milhões. O clube carioca,
porém, foi apontado como “mais equilibrado” pelos especialistas, com
melhor relação entre suas receitas e despesas projetadas, com R$ 146 milhões –
o Palmeiras registrou R$ 112 milhões pelo quesito.
Segundo
o Itaú BBA, “As receitas e custos foram projetados a partir dos balanços
intermediários disponibilizados por alguns clubes ao longo de 2016 e
informações veiculadas pela imprensa” e “a análise desconsidera o
recebimento de luvas”.
O
banco também diz que, dos 12 clubes analisados, 11 apresentam situação
financeira estimada “capaz de honrar os custos e despesas”. A única
exceção foi o Internacional, “que teve uma alta de 53% nos custos e
despesas estimados para 2016, alcançando R$ 245 milhões”.
O clube
gaúcho, que acabou rebaixado para a Série B do Brasileiro em 2016, porém, não
foi quem registrou o menor faturamento no último ano. Com R$ 225 milhões,
superou Fluminense (R$ 222 milhões), Santos (R$ 215 mi), Vasco (R$ 165 mi) e
Botafogo (R$ 151 mi).
No
total, o faturamento projetado dos 12 maiores clubes de futebol do Brasil –
Atlético Mineiro, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense,
Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco – foi de R$ 3,25
bilhões em 2016, um crescimento de 19,6% em relação a 2015.

Segundo
o Itaú BBA, contudo, os custos e despesas também aumentaram, inclusive, acima
da geração de receitas: R$ 2,66 bilhões, 25% a mais do que foi registrado no
ano anterior.
“A
análise preliminar indica que os clubes estão com uma situação financeira
melhor em termos de geração de caixa. E dois fatores impulsionaram esta
melhora: receitas de TV e venda de atletas em alguns times”, diz Cesar
Grafietti, superintendente de crédito do Itaú BBA.
“Ainda
que os custos e despesas também tenham crescido, a expectativa quanto aos
números finais e oficiais de 2016 é bastante positiva”, acrescenta o
responsável pelo estudo.
Veja o ranking de faturamento dos grandes
brasileiros, segundo o Itaú BBA:
– Palmeiras: R$ 477 milhões
– Flamengo: R$ 379 milhões
– São Paulo: R$ 374 milhões
– Corinthians: R$ 352 milhões
– Grêmio: R$ 236 milhões
– Atlético Mineiro: R$ 235
milhões
– Cruzeiro: R$ 227 milhões
– Internacional: R$ 225
milhões
– Fluminense: R$ 222 milhões
10º – Santos: R$ 215 milhões
11º – Vasco: R$ 165 milhões
12º – Botafogo: R$ 151 milhões

COMENTÁRIOS: