Vinicius Jr, do Flamengo, recusou duas propostas do Corinthians.

58
Vinicius Júnior recusou o Corinthians para ficar no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

JORGE
NICOLA
: Apontado por muitos como a maior estrela do futebol brasileiro depois
de Neymar e Gabriel Jesus, o atacante Vinícius Júnior é um velho sonho do
Corinthians. O melhor jogador do Sul-Americano sub-17 teve propostas gigantes
do Timão quando tinha 13 e 15 anos de idade. Nas duas oportunidades, preferiu
permanecer em seu clube do coração.

“A
gente havia se encantado com o Vinícius Júnior quando ele tinha 13 anos. Já era
um jogador completamente diferente”, relembra Fábio Barrozo, então gerente
geral das categorias de base do Corinthians. Foi Alysson Marins, coordenador de
captação alvinegro, quem se encantou com o atacante. 

“Fizemos uma oferta muito
boa, completamente fora da realidade para um menino da idade, mas ele não
aceitou.”

Nascido
e criado em uma favela do Rio de Janeiro, Vinícius Júnior nunca escondeu o amor
pelo Flamengo. O fato de ter sua carreira agenciada pela Traffic também o
ajudou a ficar na Gávea, apesar do assédio. A empresa bancava uma série de
gastos do garoto e de toda sua família, apostando que ele se tornaria um
jogador de ponta.
“Depois,
com 15 anos, voltamos a nos impressionar com o Vinícius. Encontramos com o
Flamengo em uma competição e perdemos por 5 a 1. O Vinícius acabou com o jogo”,
recorda Barrozo. O Corinthians tentou uma nova investida, com ainda mais
dinheiro, mas voltou a ouvir “não” do atacante.
Vale
lembrar que até os 16 anos, os atletas não têm contrato profissional e podem se
mudar de clube desde que o interessado indenize o rival com os gastos pela
formação do reforço.
Hoje,
a quatro meses de completar 17 anos, Vinícius Júnior está na mira dos maiores
clubes do mundo. O Barcelona, por exemplo, mandou três representantes para a
América do Sul, a fim de acompanhá-lo de perto durante o Sul-Americano. Até
Neymar tem sido usado para tentar atrair o garoto, que também interessa a Real
Madrid e Manchester United.

COMENTÁRIOS: