A montanha do Sócio-Torcedor.

19
Foto: Divulgação

FALANDO DE FLAMENGO: Por Thiago Nascimento

Em
nossa vida profissional, sempre almejamos chegar no topo da montanha. Igual a
um alpinista.
É
óbvio que a nossa montanha não é física. E sim, uma “montanha virtual”. Que
nada mais é do que o caminho percorrido por nós, até alcançarmos o
reconhecimento máximo, concedido por organizações e profissionais da nossa área
de atuação. E quando isso acontece, significa que nós alcançamos o nosso
objetivo. Ou seja, alcançamos o topo do montanha.
E após
descer até base da montanha, você mira uma outra montanha mais alta. E então,
você planeja novas atividades e metas para alcançar o topo da próxima. Talvez
seja essa a motivação de todos os indivíduos: Alcançar vários topos de
montanhas durante a nossa vida.
No
Clube de Regatas do Flamengo não é diferente. Existem diversas montanhas que
têm de ser escaladas por obrigação. E entre elas, está a de sócios-torcedores.
Durante
a escrita desse texto, o clube encontra-se na sexta posição do ranking
nacional, que é divulgado pelo site do Movimento por um futebol melhor. Clique
aqui e acesse.
Podemos
observar que o número de 91.662 de sócios torcedores adimplentes não é ruim, se
considerarmos que estamos em um país subdesenvolvido no qual a renda per capita
é extremamente baixa.
Entretanto,
pela abrangência da Nação Rubro Negra em todo o território brasileiro, acredito
que deveríamos ser o clube com a maior quantidade de sócios torcedores do
Brasil.
Penso
que o principal ponto a ser melhorado, talvez seja a estratégia de aquisições
de novos(as) Rubro Negros(as) que residem fora do Estado do Rio de Janeiro.
Afinal de contas, é aonde encontra-se a maior parte da torcida do Flamengo.
Os
sócios torcedores que residem fora do Estado do Rio de Janeiro, dificilmente
assistirão a jogos do Flamengo em um estádio. Mesmo que o clube faça um jogo ou
outro em de forma esporádica em estádios popularmente conhecidos como
“elefantes brancos da Copa”, a presença do Flamengo nesses estádios é muito
tímida. Pois a sede do clube fica na cidade do Rio de Janeiro. Então, é mais do
que natural que a maioria dos jogos sejam disputados na cidade aonde o clube
está registrado.
Vale a
pena lembrar que os benefícios para os sócios torcedores de outros Estados, são
quase inexistentes. Ou seja, o torcedor paga a mensalidade e não recebe
praticamente nenhum “real benefício” em troca, com exceção da facilidade para
compra de ingressos de jogos que são raríssimos em seu Estado.
Existem
Estados, nos quais o cenário do futebol profissional de primeira divisão é
inexistente ou quase nula. Logo, é pouquíssimo provável que o Mais Querido se
apresente nesses locais. Portanto, a atual fórmula de atração de Rubro
Negros(as) para o programa de sócio torcedor, acaba não se tornando uma das
melhores.
É
importante ressaltar que por mais que o torcedor seja apaixonado e possua muita
vontade de colaborar com o clube, nós estamos falando de uma negociação. E uma
negociação só pode ser considerada um sucesso, quando a mesma é atrativa para
ambos os lados. Que nosso caso, envolve: Torcedores/Clube.
Nós
não somos iguais. Portanto, há aqueles que não desejam apenas pagar as
mensalidades todos os meses somente por “amor” ao clube. Pois esses, almejam
ter mais benefícios, e não somente pagar a mensalidade e torcer para que o
Flamengo vá jogar em seu Estado, para que ele possa exercer a sua prioridade de
compra nos ingressos.
Não
existe nada de errado em querer ter mais benefícios do programa de sócio
torcedor. Isso não faz de ninguém mais ou menos torcedor do Flamengo. E
modéstia a parte, pela grandeza de sua torcida, não acho que seja um stalkeholder
a ser desconsiderado. Pois com toda certeza existe uma parcela gigantesca de
torcedores nessa situação.
Por
isso, eu acredito que a melhor estratégia para adesões de Rubro Negras(as) que
não residem no Estado do Rio de Janeiro, seja a venda de experiências. E não
somente o principal benefício atual, que é prioridade na compra de ingressos.
Por
exemplo, você pode motivar Rubro Negros(as) de Estados como Acre, Roraima,
Amapá, Sergipe e muitos outros, com diversos eventos quinzenais e/ou mensais, e
que sejam patrocinados pelo programa de Sócio Torcedor.
E tais
eventos podem ser:
*
Assistir a jogos do Flamengo sempre com a presença de ídolos,
*
“Workshops” sobre conquistas do Flamengo contadas por jogadores e integrantes
das comissões técnicas a época da conquista.
*
Eventos com reprises de jogos épicos somente com a presença de sócios
torcedores,
*
Seminários sobre as técnicas e tecnologias adotadas no dia a dia do futebol
profissional,
*
Patrocinar a vinda de sócios torcedores ao Rio de Janeiro(e também a Estados
vizinhos) para assistirem ao jogos do Flamengo quando esses ocorrerem.
*
Facilitar a integração entre sócios torcedores de diferentes Estados.
*
“Mimos” para sócios torcedores que nunca vão ao estádio. E que podem ser:
copos, flâmulas, bandeiras, etc…
*
Gincanas com premiações atrativas para a equipe de sócios torcedores
ganhadores,
*
Exposições de taças em eventos somente para sócios torcedores,
*
Integração de sócios torcedores que residem em outros países,
* Além
de muitas outras ações…
Temos
um potencial gigantesco para chegarmos ao topo da montanha do programa de
sócios torcedores. Há muito para se explorar. E tenho certeza que quando isso
acontecer, seremos o maior programa de sócios torcedores Brasil, da América
Latina e do mundo.
O topo
da montanha está a nossa espera. Então é para lá que nós temos que nos dirigir.
Saudações
Rubro Negras.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here