A Taça Rio respira.

16
Foto: Divulgação

BOTECO
DO FLA
: Quando a miséria é grande, qualquer alimento é alimento.

Ainda
que o Ferjão #201SETE continue tão desinteressante quanto em outras temporadas,
com apenas o diferencial (para bem pior) da mudança do regulamento fraco para
um estapafúrdio, pintou boa novidade para a disputa das partidas decisivas da
Taça Rio, que provavelmente nunca viveu momento pior em sua existência.
O
Carioqueta é tão pessimamente organizado e administrado que até os atletas
começaram a criticar abertamente e sem o menor tato. Arão declarou em tom
irônico que de tanto procurarem entender a bagaça… Os jogadores desistiram e
chegaram à conclusão de que era melhor tentar ganhar todos os jogos. Bruno
Silva do Botafogo concorda e mandou na lata um “Estou começando a entender o
campeonato agora. Uma bagunça”.
O
regulamento, a tabela, a arbitragem e todo o resto são constantemente alvos de
comentários ácidos e até mesmo de deboche nas mesas redondas da televisão. Nós
do Rio nem precisamos ficar com complexo de inferioridade, já que todos os
outros, ainda que tenham lá um ou outro regulamento menos horroroso, são todos
uma perda de tempo e de dinheiro. Inclusive dia desses rolou um barraco feio e
ao vivo na ESPN, com os pobres dos debatedores tentando argumentar sobre o
“indebatível”: saber se algum estadual presta.
De qualquer
maneira… De qualquer maneira… SÁBADO TEM FLAMENGO X VASCO NO MARACANÃ.
Seria até mais Clássico se fosse no simbólico horário das tardes de domingo,
mas tá valendo de qualquer forma. O último encontro das duas equipes por lá foi
em setembro de 2015. Curioso como a sensação era a de que fazia bem mais tempo.
E eis
que pintou então essa atração inesperada. Apesar de esculhambada e relegada à
função de Torneio Quase Amistoso, a Taça Rio dá uma espécie de volta por cima
aos 47 do segundo tempo e terá como palco principal para uma das semifinais e
para a “Grande” Final o lugar adequado para a disputa dos clássicos cariocas.
Nem é
de se estranhar que a principal atração e diferencial seja o lugar onde vai ser
decidida. Desde que começou o papo de Copa do Mundo no Brasil, tortura que se
prolongou com os Jogos Olímpicos, o estádio oficial para a disputa dos
Clássicos Cariocas virou a Arena Local a Definir.
PETISCOS
. GANCHO COLOMBIANO. Berrío,
nosso reforço com experiência em Libertadores, só na última rodada da fase de
grupos, quando esperamos que a classificação já esteja garantida.
. MESTRES DAS NEGOCIAÇÕES. Em uma
semana o Consórcio pediu 500 mil. O jogo foi parar em Brasília. Pouco depois
pede 700 mil pra as partidas decisivas da Taça Rio. Em reunião de uma única
tarde o treco se decidiu. Como terá sido essa reunião?
. PARA PENSAR. Os
estaduais são fracos. A Copa do Nordeste se firmou e já é uma disputa
alternativa muito interessante no começo de temporada. A Primeira Liga bem que
tentou resolver do lado de cá, mas não tá com a menor cara de que vai emplacar.
Vamos observar.
Colem
nas redes, Urubus, UruBoas e Antis
Facebook:
Mercio Querido
Twitter:
@sorinmercio
YouTube:
Canal Boteco do Flamengo

COMENTÁRIOS: