E o pior é que tem torcedor que acredita

7
Foto: Divulgação

FLAMENGO
RJ
: Pra começar, faço questão de deixar bem claro que não me interessa, NEM UM
POUCO, a decisão desse tribunal sobre nosso título de 87. Por sinal, até mesmo
a possibilidade de dividir título com um notório time de segunda já considero
absurda.

Eu
ESTAVA LÁ, vi com meus próprios olhos, comemorei PRA CACETE e é isso o que vale
para mim.
Em um
país TÃO pródigo na capacidade de produzir LADRÕES (E CONIVENTES COM ESTES),
não chega a surpreender que ESPECIALISTAS NA HIPOCRISIA busquem tirar daqueles
que mais conquistas obtiveram através de sua COMPETÊNCIA, para alimentar um
bando de MENDIGOS FAMINTOS, que, embora tenham passado a vida consumindo apenas
de sopa de pedra, se permitem achar que têm direito a arrotar lagosta.
NADA
MAIS A DECLARAR !!!
                                                             
——— X ——–
Confesso
me surpreender quando percebo que, ATÉ HOJE, ainda tem torcedor nosso que se
deixa influenciar por essa mídia. Será que são tão ingênuos, a ponto de
continuar caindo em armadilhas tão manjadas? Será que não conseguem entender o
quanto nosso crescimento vem incomodando essa gente?
Praticamente
100% dessas resenhas de TV são programas comandados por Diretores paulistas,
com integrantes paulistas e direcionadas para atrair a simpatia de torcedores
de clubes paulistas. Simples assim!
Basta
assistir uma, para saber como são TODAS, entender seus objetivos e suas
intenções.
Em
cada uma delas, tentam nos convencer que existem as equipes de São Paulo e o
RESTO, em uma demonstração escancarada de soberba, bairrismo e prepotência.
Nas
projeções dessa gente, no início deste ano, vomitavam sem o menor
constrangimento:
– O
Palmeiras é o melhor elenco do país.
É
MESMO? Mas já tropeçou algumas vezes, perdeu até para time com 10, continua
contando com a auspiciosa ajuda das arbitragens e acabou de ser presenteado com
um Chocolate na Páscoa pela Ponte Preta.
– O
Santos é fortíssimo, pois foi vice do Brasileiro passado, manteve seu “Grande
elenco” e seu “Grande treinador”.
Será
que estavam mesmo falando desse time que tem tomado uma porrada atrás da outra,
que foi eliminado do estadual e cujo treinador já está “Prestigiado”?
– O
São Paulo joga um futebol moderno.
Por
acaso está na moda levar mais de dois gols em média por jogo?
Do
“Curintia”, são capazes de passar HORAS debatendo notícias PLANTADAS sobre
contratações sabidamente fantasiosas, apenas para gerar assunto em seus
programas. Como essas evidentemente não se concretizam, tentam disfarçar uma
dívida de quase dois BI e um elenco de segunda página, com seu desempenho no
estadual. Mas, na verdade, sabem perfeitamente que vai é continuar precisando
MUITO das arbitragens, para não correr o risco de cair MAIS UMA VEZ.
Como o
objetivo principal dessa gente é desmerecer as equipes de fora de lá, somos
obrigados a ouvir “pérolas” como:
– O
Flamengo só tem uma forma de jogar, o que o torna previsível.
Será?
Mas o
sistema utilizado no Chile (com três volantes) não foi diferente do que
vínhamos utilizando? Quando entra um segundo centroavante não estamos
modificando o 4-2-3-1? Quando substituímos um meia jogando pelos lados, por um
ponta de ofício, não estamos alterando a forma de jogar? E contra o Atlético
Paranaense, quando entramos com dois laterais esquerdos?
Como
PLANTAR crise não parece estar funcionando a contento (seja com gravações
caseiras, dívidas com a Previdência já equacionadas ou com a recente “Crise do
Bisturi”), atualmente, depois da contusão do nosso craque, insistem em fazer
terrorismo com nosso desempenho durante sua ausência.
Realmente
a ausência do Diego, nesse “segundo turno” do nosso grupo da Libertadores e nas
finais do Carioca, vai ser MUITO sentida pela equipe. Sendo ele, inegavelmente,
nosso principal jogador, não há como não ser.
Mas,
por todo o investimento que vem sendo feito na formação do elenco, não podemos
conceber que sejamos tão dependentes de um só jogador, como essa gente tenta
fazer crer.
Se o
cara joga no FLAMENGO, tem obrigação de se mostrar capaz de assumir sua parcela
de responsabilidade nos momentos de dificuldade. É nessas horas que o jogador
que vem sendo Coadjuvante, tem que mostrar competência e personalidade de
Protagonista.
Nas
cenas de um filme que o ator principal não participa, são os Coadjuvantes que
seguram a peteca e por isso existe um Oscar especial para eles também.
No
nosso elenco temos Conca, Ederson, Gabriel, Mancuello, Paquetá, Matheus Sávio,
Adrian (no Carioca apenas) e até o Trauco mostrou capacidade de fazer uma
função semelhante. Portanto, não temos que ficar lamentando algo tão comum em
futebol. Temos TOTAL capacidade de superar mais essa dificuldade e seguir em
frente.
Afinal
de contas, em se tratando de Flamengo, sofrer (ou mesmo comemorar) por
antecipação costuma contrariar as expectativas, não é mesmo?         
       
Pra
terminar, fica apenas a dica para os nossos torcedores que ainda não
perceberam:
SOMOS
NÓS CONTRA TODOS!!!
Arco-Íris,
mídia, FERJ, CBF, FIFA, COMEBOL, Prefeitura, Governo do Estado e todos esses
Tribunaizinhos que se julgam capazes de contestar um título legítimo ganho por
nós dentro de campo.
Por
isso nossa união é TÃO importante, para enfrentar TODOS eles de cabeça erguida,
com o poder (seja nos estádios ou nas urnas) de quem faz parte do MAIOR
contingente torcedor de um mesmo clube no planeta.
PRA
CIMA DELES, MENGÃO!
Ricardo
Perez

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here