Éverton Ribeiro tenta liberação do Al Ahli para jogar no Flamengo.

31
Meia Éverton Ribeiro tenta liberação do Al Ahli para jogar no Flamengo – Foto: Divulgação

GOAL: Por
Bruno Guedes 

A
coluna Ninho do Urubu sempre tentou apresentar aos seus leitores não só
opinião, como informações precisas e reais. Foi assim que trouxemos com
exclusividade os acertos do Muricy, Donatti, Trauco e Rômulo. Mas ao contrário
do que afirma a grande imprensa, a chegada do meia Éverton Ribeiro não depende
mais do Flamengo. O clube busca, através da mesma tática usada com outros
reforços, dobrar o Al Ahli e anunciá-lo antes de terça-feira.
O
Flamengo fez uma primeira proposta ao clube de Dubai, mas logo o São Paulo
cobriu. Novamente o Rubro-Negro entrou na parada e se acertou com o jogador.
Porém, a pedida do time dos Emirados Árabes foi muito acima do que poderia
pagar os brasileiros. Com isso, a diretoria da Gávea atuou como fez com outros
reforços, tipo Rômulo e Berrío, deixando que os representantes do Éverton
Ribeiro entrassem nas negociações e tentassem trazê-lo.
Será
através desse formato que o atleta tentará se acertar com os árabes e jogar no
Brasil. Na última sexta-feira, 31 de março, os empresários do jogador estiveram
em uma reunião com o Al Ahli, no Oriente Médio. Após as conversas, tornaram a
conversar com a do Flamengo neste domingo com as informações do encontro.
O
acerto precisa acontecer até terça-feira, isso porque a janela de
transferências para clubes brasileiros contratarem atletas do exterior se fecha
dia 4 de abril. Éverton Ribeiro ganha em torno de R$ 1,2 milhões por mês no
time atual.
Há,
neste momento, também uma proposta da China que triplicaria esse salário. Mas o
jogador tem desejo de atuar no Flamengo. A razão é que, aos 27 anos, tem desejo
de voltar à Seleção e, como Diego, almeja uma vaga na Copa do Mundo. Essa parte
foi colocada para os negociadores dele, que também se interessaram.
O
Rubro-Negro espera. E assim como nas outras negociações, aguarda ansioso e com
esperanças de mais um final feliz.

COMENTÁRIOS: