Flamengo aposta em Vinicius Júnior e Vasco em Paulinho.

25
Vinicius Júnior, atacante do Flamengo, rindo – Foto: Gilvan de Souza

GILMAR
FERREIRA:
A diretoria do Vasco decidiu que vai apressar o amadurecimento do
jovem Paulinho, um dos destaques da seleção brasileira sub 17 na recente
conquista do sul americano da categoria.

O
atacante de 16 anos, que completará 17 em julho, passará a treinar com os
profissionais no Brasileiro, servindo aos juniores quando e se necessário.
A
ideia é repetir a estratégia adotada no processo de amadurecimento de Philippe
Coutinho, talento revelado no futebol de salão do clube.
Coutinho
ganhou sua primeira chance no time profissional oito dias após completar o seu
17º aniversário _ com passagem metórica pelos juniores.
PAULINHO
chegou a São Januário aos 10 anos, vindo do Madureira, e seu crescimento vem
sendo acompanhado com mais carinho desde o sub 15.
Já se
destacava pela versatilidade, jogando com facilidade pelos dois lados do campo,
tanto na linha de ataque como na faixa intermediária.
Determinado,
fez parte da seleção campeã sul-americana nesta categoria e foi peça importante
na campanha do título pela sub 17.
Repete
a trajetória do próprio Coutinho, campeão do torneio no sub 15, em 2007, e no
sub 17, em 2009.
EM
OUTUBRO, a geração de Paulinho disputará o Mundial sub 17 na Índia e o
principal destaque desta seleção é o já badalado Vinícius Júnior.
E o
atacante do Flamengo é outro que será incorporado aos profissionais ainda em
2017.
O
Flamengo, aliás, já trabalha num projeto que visa a um tratamento
individualizado para o menino.
A
dupla mostrou afinação na seleção e tem tudo para alimentar a rivalidade entre
seus clubes num futuro próximo.
Paulinho
é três dias mais novo do que Vinícius Júnior, ambos nascidos em julho de 2000.
E
TOMARA que eles consigam mesmo superar esta parte mais estreita do funil da
profissionalização.
Faz
lembrar um pouco do sentimento que Zico e Roberto Dinamite levaram às
arquibancadas no início do anos 70, vindo dos juvenis do Flamengo e do Vasco.
Mas
sem comparações, por favor…

COMENTÁRIOS: