Flamengo: Desfalque com “D” maiúsculo.

10
Foto: Celso Pupo / Fotoarena

KLEBER
LEITE
: Já contei isto aqui, mas vale a pena repetir, pois o tema nunca foi tão
atual.

Na
minha época de repórter, havia um jogo muito importante e, eis que um jogador
de meio campo, titular absoluto, aparece com um problema muscular.
Passei
a semana inteira preocupado com o possível desfalque e, na véspera da partida,
Domingo Bosco, que até psicólogo era, notando minha ansiedade, quis saber o
motivo de estar com fisionomia visivelmente preocupada. Disse a ele que estava
preocupado com o jogo e, mais ainda, pela possível ausência do tal jogador.
Bosco, como sempre pragmático, disse que eu não perdesse o meu sono, pois o
Flamengo só entraria desfalcado se o Zico não jogasse…
Não
dou o nome do jogador – que acabou não atuando – por uma questão de respeito.
Bosco tinha razão, pois o jogo foi uma barbada, e Zico decidiu, jogando uma
barbaridade.
Não
sei se vocês já chegaram ao ponto, provavelmente, sim. Diego, está para este
time não a mesma coisa que Zico representava para aquele time na fase mais
vitoriosa da história rubro-negra. Claro que, por sua genialidade, Zico é
incomparável, mas que tira o sono saber que o único inquestionável talento do
time não vai jogar uma partida decisiva, acho que ninguém vai discutir. Ou vai?
Pedreira, ou não…
No
próximo domingo, após o jogo contra o Botafogo, agora pra valer – e valendo
vaga na final do campeonato – o treinador Zé Ricardo ficará sabendo que tipo de
estratégia usar, pois se o time sair vencedor, engrena na quarta-feira, contra
o Atlético Paranaense, pela Libertadores e, no domingo seguinte, começa a
decidir o Campeonato Carioca.
Aí é
aquele tal negócio, embora uma derrota no domingo conduza a um caminho mais
tranquilo na Libertadores, ninguém quer saber de perder, principalmente para
adversários tradicionais, e da mesma cidade.
Portanto,
que Zé Ricardo tenha começado a semana na certeza de que terá pela frente uma pedreira.
Como há uma unanimidade de que o elenco do Flamengo é numeroso, e de qualidade
técnica de razoável para boa, não há o que temer.
Alguém
discorda?

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here