Flamengo investe mais, mas reduz a dívida.

20
Foto: Getty Images

ESPN: O
Flamengo divulgou, em seu site oficial, seus resultados financeiros referentes
ao ano de 2016. Com R$ 483,49 milhões em receitas líquidas, o clube faturou
como nunca, e ainda reduziu sua dívida, mesmo tendo investido mais em relação a
temporadas anteriores, principalmente com o futebol.

O
faturamento recorde, superando até mesmo o que o Flamengo previa em orçamento,
foi impactado por luvas de R$ 100,3 milhões pela assinatura de contrato com a
Globo entre as receitas. Segundo o clube, R$ 70 milhões já foram recebidos, e o
restante será pago em duas parcelas, em 2019 e 2021.
Até
por isso, os direitos de transmissão respondem pela maior parte do ganho
rubro-negro, com R$ 297,19 milhões. Entre as demais receitas do futebol, que
totalizaram R$ 429,34 milhões, R$ 39,33 mi vieram de bilheteria; R$ 66,33 mi de
patrocínio; e R$ 26,47 mi do programa de sócio-torcedor.
Em
relação à dívida, o presidente Eduardo Bandeira de Mello comemora a redução do
valor global de R$ 447 milhões para R$ 390 milhões em 2016, uma queda de 13%
relação a 2015. Segundo ele, o cenário permite ao clube “direcionar mais
recursos para todos os esportes praticados pelo Flamengo”.
O
crescimento nos investimentos já é percebido no balanço da última temporada,
com crescimento, por exemplo, nos gastos com salários de atletas, aquisição de
direitos, além de obras no CT George Helal.
Segundo
o Flamengo, foram R$ 74,14 milhões investidos “na aquisição dos direitos
federativos e de imagem de jogadores profissionais de futebol” e R$ 158,75
milhões no centro de treinamento. Em salários, foram gastos R$ 114,5 milhões,
sendo R$ 97,79 milhões apenas com o futebol.
Entre
receitas e despesas, o Flamengo registrou superávit de R$ 153,47 milhões na
última temporada, mais de R$ 20 milhões acima do resultado do ano de 2015: R$
130,45 milhões.
Em
campo, o time rubro-negro foi terceiro colocado do Campeonato Brasileiro,
garantindo vaga na Copa Libertadores de 2017; e amargou eliminações do
Campeonato Carioca (semifinal), Copa do Brasil (segunda fase) e Copa
Sul-Americana (oitavas de final) e Primeira Liga (semifinal).

COMENTÁRIOS: