Guerrero recusa salário de R$ 1,3 milhão para ficar no Flamengo!

165
Paolo Guerrero preferiu ficar no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: Do outro lado do mundo estava o eldorado dos jogadores de futebol e a
chance de reencontrar dois companheiros de Corinthians. Mas Paolo Guerrero
disse não à China. O peruano recebeu uma proposta oficial do Beijing Guoan,
clube pelo qual atuam Ralf e Renato Augusto. No entanto, a oferta sequer chegou
às mãos do Flamengo. Tudo porque, animado com o início de temporada no
Flamengo, o peruano pretende cumprir seu contrato.

A
proposta do clube chinês foi entregue à OTB, empresa que gerencia a carreira de
Guerrero. O Beijing Guoan se dispôs a pagar a multa rescisória para tirar o
atacante do Flamengo: € 6 milhões (quase R$ 20 milhões). Além disso, ofereceu
um contrato de dois anos de duração com salário de € 5 milhõe (R$ 16,5 milhões)
por temporada. O peruano recusou a oferta e, assim, seus agentes não chegaram a
encaminhá-la ao Flamengo.
Isso
ocorreu pouco antes do encerramento da janela de transferências para a China
(28 de fevereiro), mas o Beijing Guoan ainda não deu o caso totalmente por
encerrado. O clube conseguiu manter o atacante turco Burak Yilmaz até o fim de
2017, quando planeja voltar à carga por Guerrero. A intenção é firmar um acordo
com o peruano no início de 2018, quando ele já poderá assinar um pré-contrato
com qualquer outro clube. Seu vínculo com o Flamengo vai até agosto de 2018.
Perto
de completar dois anos de clube, o peruano vive bom momento no Flamengo e na
seleção e tem em 2017 seu melhor início de temporada: nove gols marcados em 12
partidas disputadas. Além disso, tem se mostrado mais descontraído dentro e
fora de campo, além de adaptado ao Rio de Janeiro.
Esta é
a segunda proposta oficial que chegou até Guerrero desde que foi contratado
pelo Flamengo. No meio do ano passado o Bologna, da Itália, enviou uma oferta
ao Rubro-Negro, que recusou por insatisfação com os valores envolvidos. Jogador
e dirigentes rubro-negros ainda não se reuniram para discutir uma possível
renovação de contrato.

COMENTÁRIOS: