Início de jogo impecável.

9
Crédito: Staff Images/ Flamengo

BLOG
URUBU BOLADO
: Por Toninho Bolado

O
Flamengo ontem começou arrasador, não somente pelos dois gols logo no inicio da
partida, mas também pela garra e as trocas de passe com muita rapidez e
eficiência, cabendo ao Trauco não permitir aos atacantes correrem mais do que a
bola com bons lançamentos e boa colocação dentro de campo.
Graças
a um mal estar do Mancuello, permitiu que o técnico Zé Ricardo fizesse uma
modificação até certo ponto meio estranha, mas que deu muito certo. Em cima
daquilo que eu sempre cobro um time para ser veloz não precisa necessariamente
de jogadores muito velozes. Basta colocar em campo jogadores que façam a bola
correr. Acho até que o Trauco joga melhor nessa posição do que de lateral,
muito embora um jogo só não sirva de referência. É mais um jogador para brigar
pela camisa 10.
Os
jogadores de muita velocidade são muito úteis no banco para fazer uma
substituição quando o time está ganhando. Ai sim recua um pouco o time e deixa
lá na frente um jogador bastante veloz, porque ele sozinho lá na frente saberá
fazer aquilo que mais sabe fazer, correr com a bola e não dar sossego para a
defesa adversária.
É
bastante preocupante a contusão do Diego, porque sem ele o Flamengo perde toda
aquela mobilidade no meio de campo, ele é a válvula de escape. Tá difícil? Joga
no Diego, que ele arruma alguma coisa importante. Um drible, um passe, um
lançamento, será bem difícil jogar sem ele se for preciso.
O
Guerreiro tá sobrando em campo, dispensa comentários. A defesa é a mesma, não
mudou nada, mas é injusto o que fizeram com o Rafael Vaz. Acho que ele é muito
bom jogador e não é por causa de uma ou duas falhas, que dá motivo de jogar o
cara no fundo do poço. Ele foi responsável pela mudança da defesa do Flamengo.
Será que a torcida já esqueceu do Wallace, César Martins?
O dia
12 de abril de 1917 foi um dia muito triste para a história do Brasil, onde os
Poderes Executivo e Legislativo se ajoelharam para o Judiciário, diferentemente
de 1964 onde predominava o tom “verde oliva”, hoje predomina o tom negro da
“toga”. E mesmo em um país, que quem manda é a justiça, o Palmeiras continua
sendo ajudado descaradamente. Ontem foi caso de “justiça”.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here