Marquinhos celebra convite para o lançamento da Jr. NBA League.

18
Wander Roberto/Inovafoto

GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: Por Rafael Rezende

A NBA
lançou, na noite de ontem, em São Paulo, a primeira edição do seu programa de
campeonatos escolares no Brasil: a Jr.NBA League. O torneio reunirá 450 jovens,
de 30 escolas paulistas, e funcionará nos moldes do maior campeonato do mundo.
Para tornar o evento mais real, a organização realizou um draft, que aconteceu
no Colégio Albert Sabin, um dos participantes. É importante frisar que todas as
instituições de ensino levarão os nomes de franquias norte-americana. O início
da competição está marcado para o dia 25 de abril.
Marquinhos
foi chamado e participou diretamente da cerimônia. Em entrevista ao GRN, na
manhã desta quarta (05), o jogador avaliou:
“A
importância é muito grande. Eu e outros atletas não tivemos a oportunidade de
participar de uma seleção colegial como essa. De repente, hoje, poderíamos ter
mais gente lá fora. Mas é assim mesmo. Fiquei feliz por ter sido escolhido como
embaixador da NBA aqui nesse evento.”
O ala
rubro-negro falou sobre a parceria e admitiu estar orgulhoso:
“Joguei
lá, sei a estrutura que eles têm, e conheço a forma que conduzem todas as
situações. É tudo muito profissional, então, é satisfatório ver que uma
organização desse tamanho está vindo para o país e olhando nosso basquete com
outros olhos. Cada ano um brasileiro entra e desponta. Espero que, com esse
projeto, a gente consiga achar mais candidatos. A meta é colher frutos no
futuro.”
E, ao
finalizar, revelou o teor do papo com os meninos que estão em busca de um
sonho:
“Para
mim, foi um sonho poder vivenciar o Draft em 2006. Fui selecionado na
quadragésima segunda posição, pelo New Orleans Hornets, atualmente, Pelicans.
Não esqueço de nada daquela época. Vivi uma emoção grande por poder jogar
contra os melhores, foi algo gratificante e que vou guardar com carinho em toda
minha vida. Tentei passar um pouco dessa experiência para a criançada nova, e
acho que consegui. Meu objetivo é ajudar do jeito que posso.”

COMENTÁRIOS: