“Qual jogador não gostaria de atuar no Flamengo?”, diz Marinho.

22
Atacante Marinho defendendo a camisa do Changchun Yatai – Foto: Divulgação

GOAL: Marinho
é sem dúvida um personagem irreverente, com a sua espontaneidade e bom futebol
conquistou o coração dos torcedores brasileiros. 2016 foi sem dúvida um grande
ano para o jogador. Um dos destaques do Brasileirão e viu seu nome ligado a
vários clubes no final da temporada. Entre eles o Flamengo, que mesmo chegando
firme na tentativa de contratar o atacante, não teve sucesso na negociação.
Apesar disso, Marinho afirma que caso saísse do Vitória para outro time no
Brasil seria o Rubro-Negro carioca.

“Qual
jogador não gostaria de atuar no Flamengo? Fui procurado por diversos clubes
antes do acerto no Changchun Yatai e agradeço a todos eles por isso. Realmente
se fosse para sair do Vitória a primeira opção seria o Flamengo. O futuro deixo
nas mãos de Deus. Penso no presente e ele está aqui na China, onde quero fazer
um grande trabalho”.
Com 43
jogos e 21 gols, Marinho foi pela fundamental na campanha que garantiu a
permanência do Vitória na série A do Campeonato Brasileiro, olhando para a
última temporada ele não esconde que foi um dos grandes momentos de sua
carreira.
“Sem
dúvida foi um dos grandes momentos da minha carreira. Foi um ano muito especial
em todos os sentidos e tenho que agradecer ao Vitória e ao seu torcedor por
tudo que vivi em 2016. Tive uma temporada muito intensa, terminando com a
permanência do clube na Série A”.
Agora,
o atacante defende as cores do Changchun Yatai, numa transferência classificada
como irrecusável pelo próprio atacante. Depois de uma longa pré-temporada, o
jogador já disputou duas partidas pelo time chinês e mesmo ainda sem ter
balançado as redes, Marinho se diz bem adaptado ao novo país.
“Minha
adaptação está sendo muito rápida. Não tive problemas. O elenco e a diretoria
me receberam muito bem, me deixaram à vontade, e isso ajudou. Ainda estamos bem
no início da temporada, mas estou gostando bastante de tudo. É tudo novo e
estou procurando evoluir a cada treino, a cada jogo, para fazer outro grande
ano”.
Abaixo,
confira o restante da entrevista exclusiva com Marinho:
Goal: A gente pode ver o Paulinho e o Renato
Augusto, dois jogadores que atuam na China brilhando na Seleção, o Gil que
também vem ganhando oportunidades, isso dá esperança de que o Tite olhe cada
vez mais para o Campeonato aí?
Marinho:
Todo jogador pensa em vestir a camisa da seleção brasileira e comigo não é
diferente. Tenho esse sonho, mas procuro não ficar pensando nisso. Se tiver que
acontecer, será naturalmente. A seleção vive um momento muito bom e isso me
deixa feliz como torcedor.
Goal: Você deu um verdadeiro show no
Maracanã ao lado do Neymar no jogo das estrelas, como foi jogar com o Ney e por
que se entenderam tão bem em campo?
Marinho:
Foi um dia inesquecível para mim, uma linda festa. Atuar ao lado de jogadores
deste nível é gratificante. Acredito que pela característica que tenho, facilitou
o entrosamento. Neymar é um gênio do nosso futebol, assim como Zico, que é uma
inspiração para todos os jogadores.
Goal: Você passou por clubes como
Fluminense e Internacional mas não conseguiu muito destaque. O que faltou para
alcançar o brilho nessas duas equipes?
Marinho:
Subi para os profissionais no Fluminense e tive muitas oportunidades com Renato
Gaúcho. Ele me ajudou muito neste início. Sou muito grato por isso. Mesmo com
atletas de alto nível como Dodô, Leandro Amaral e Washington, vivi um bom
momento no Fluminense. Depois desta passagem pelo Fluminense, segui para o
Internacional, que tinha uma equipe já montada e isso dificultou para que eu
tivesse uma sequência. Isso é normal, acontece no futebol e não tem culpados.
Foi um prazer grande vestir a camisa desses dois clubes.
Goal: Hoje o Cruzeiro, time que você
conhece muito bem, está bem forte com Mano Menezes e jogadores de qualidade
como Rafael Sóbis, Thiago Neves, De Arrascaeta entre outros. Acha que o
Cruzeiro vai brigar pelo Brasileirão?
Marinho:
O Cruzeiro é um grande clube e tem elenco para brigar pelo título do
Brasileirão. Vai ser uma disputa muito boa neste ano, equilibrada e com ótimas
equipes. Ficarei acompanhando daqui da China e torcendo pra que seja um grande
campeonato.
Goal: O que espera da tua carreira hoje?
Marinho:
Hoje estou muito focado em fazer um grande ano aqui no Changchun Yatai. Estou
feliz com essa oportunidade de atuar no futebol chinês e vivendo uma
expectativa muito grande para 2017. Não tem faltado empenho e dedicação da
minha parte para que isso seja possível. Vou fazer de tudo para ajudar nossa
equipe nesta temporada.

COMENTÁRIOS: