Tannure explica transição do ‘Pratas do Ninho’ no Flamengo.

16
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

SITE
OFICIAL DO FLAMENGO
: Nesta sexta-feira (31), ocorreu a sequência do projeto
‘Pratas do Ninho’, que tem como objetivo otimizar a transição dos atletas da
base rubro-negra para a equipe profissional. A iniciativa abrange os jovens que
se destacam nas diversas categorias do Mais Querido, começando a partir do
sub-13.

No
Centro de Excelência em Performance do Flamengo (CEP FLA), os atletas Lincoln
Corrêa, Vinicius Júnior e Wesley David, Yuri César e Patrick da Silva
realizaram uma série de avaliações físicas. Os testes foram coordenados pelos
integrantes das comissões técnicas tanto das categorias de base como do
profissional.
Chefe
do Departamento Médico da equipe principal, o Doutor Márcio Tannure comentou
sobre o projeto, explicando sua funcionalidade. Nesta etapa do projeto, foram
envolvidos os Garotos do Ninho campeões do Sul-Americano Sub-17, realizado
neste mês de março.
“Hoje
pegamos esses atletas que vieram da Seleção Sub-17 que estão contemplados no
projeto, que ainda não tivemos a oportunidade de avaliar. O projeto ‘Pratas do
Ninho’ é um projeto não só de potencialização física do atleta, mas é também um
processo de integração entre as áreas dos atletas da base e do profissional,
para que essa transição seja feita da maneira mais suave possível. Eles já se
ambientam à estrutura e à metodologia do profissional, para quando eles
chegarem nessa categoria como atletas prontos”, disse.
Dr.
Tannure ressaltou também o intercâmbio de conhecimento entre os profissionais
das categorias de base e os que fazem parte da comissão técnica da equipe
principal. “Por outro lado, serve de integração entre as áreas da base e
do profissional. É um processo de educação continuada entre as comissões técnicas,
que participam (do projeto) junto com seus atletas”, completou.
O
chefe do Departamento Médico rubro-negro explicou também as etapas do projeto,
que envolvem o acompanhamento de todas as competências dos atletas envolvidos
nesse processo de transição.
“Inicialmente,
antes de toda intervenção, é feita uma boa avaliação. Quando o atleta chega ao
Flamengo, ele é avaliado fisicamente, nutricionalmente e psicologicamente.
Depois disso, cria-se um relatório com todos os resultados para fazermos a
devolutiva, que já acontecerá hoje com os atletas que vieram de manhã, onde
participa a comissão da categoria correspondente. Mostramos os resultados aos
atletas, o que ele é hoje e onde queremos que ele chegue. Então, planejamos a
estratégia para que ele possa alcançar seu melhor potencial”, encerrou.
Os
jovens que realizaram as avaliações nesta sexta-feira (31) treinaram junto aos
atletas da equipe sub-20. Nesse sábado (01), em Xerém, os Garotos do Ninho
enfrentarão o Fluminense pelo primeiro turno do Campeonato Carioca da
categoria, com bola rolando a partir das 15h.

COMENTÁRIOS: