Antes, durante e depois: A estreia de Vinicius Júnior no Flamengo.

19
Vinicius Júnior se aquecendo no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE:
Os gritos vindos das arquibancadas do Maracanã por volta dos 35
minutos do segundo tempo poderiam até ser comparados com a celebração de um
gol. Mas a euforia da torcida do Flamengo, na verdade, tem 16 anos, jeito de
menino, um olhar ainda um pouco assustado e atende pelo nome de Vinicius
Junior. Joia da base negociada para com o Real Madrid, o camisa 20 teve um
grande palco e um grande jogo para sua estreia entre os profissionais. Foram só
12 minutos em campo, mas o clima envolvendo a presença do jogador pôde ser
notado por muito mais tempo na tarde deste sábado. O duelo diante do
Atlético-MG terminou empatado por 1 a 1.

Antes:
Vinicius
foi integrado aos profissionais do Flamengo nesta semana, pouco depois de
avançarem as negociações do Rubro-Negro com o Real Madrid. O garoto de 16 anos
fez seu primeiro trabalho em campo com o grupo na quinta-feira e, de toda
forma, foi relacionado. O técnico Zé Ricardo reforçou ausências no plantel, mas
lembrou que a utilização do jogador estava nos planos do clube para o
Campeonato Brasileiro.
No
Maracanã, Vinicius foi o jogador mais aplaudido durante o tradicional anúncio
da escalação no telão do estádio. Às 17h10, foi com o restante dos suplentes
para a área de aquecimento, já começo do segundo tempo. Ali, Vinicius trabalhou
lado a lado com o zagueiro Juan, 22 anos mais velho. Dez minutos depois, a
torcida rubro-negra já gritava o seu nome e pedia sua entrada. Há muito tempo
um garoto oriundo da base não gerava tanta expectativa.
Durante:
O
pedido da torcida esperou até às 17h41, quando Zé Ricardo chamou o garoto para
entrar no gramado. Na beira do campo, ouviu orientações do técnico. O treinador
orientou taticamente, mas também reforçou: ”Não precisava provar nada, as
coisas iam acontecer naturalmente”. Mesmo assim, o nervosismo foi nítido.
Foi
quando chamou atenção o carinho da torcida. Antes da entrada da joia, era
notável a perda de paciência com alguns erros do time no decorrer da segunda
etapa. Os erros de Vinicius Junior, no entanto, foram aplaudidos. Foi a forma
de os rubro-negros não pressionarem o novo xodó.
A
primeira participação veio aos 39, dois minutos depois de substituir Berrío.
Vinicius foi acionado pela esquerda, mas não conseguiu dominar. A bola saiu
pela lateral, mas a torcida aplaudiu. Pouco depois, Vinicius dominou pela
esquerda, avançou e cruzou na segunda trave. Muito forte, foi direto para fora.
Mesmo assim, aplausos. O garoto ainda tabelou com Ederson pela esquerda e foi
desarmado e errou uma tentativa de calcanhar.
Depois:
Foram
12 minutos para ”carimbar a estreia”, como classificou o técnico Zé Ricardo.
Vinicius ainda teve sua primeira chance em um jogo de público grande (mais de
50 mil pessoas) e diante de um dos melhores times do Campeonato Brasileiro.
Após o
jogo, a realização de um outro sonho pessoal. Antes de deixar o gramado, pôde
falar com o adversário Robinho, seu ídolo e pediu para trocar a camisa.
Celebrou o reconhecimento da torcida antes de ir para o vestiário. Mas não
falou mais. Tratado com todo cuidado pelo clube, Vinicius foi orientado a não
conceder entrevistas na zona mista do Maracanã.

Temos que desfrutar dele, e é um jogador que tem que desfrutar do futebol. Tem
que se divertir, creio que temos que apoiá-lo. Nós o respaldamos, assim como a
torcida o respaldo. Sabemos que vai nos ajudar muito – analisou o atacante
Berrío, substituído por Vinicius no segundo tempo.
Ao
contrário do Flamengo, Vinicius Junior terá a semana cheia. Por não estar
inscrito na Libertadores, o jovem não viajará com grupo que enfrentará o San
Lorenzo, quarta-feira, em Buenos Aires. A expectativa é que volte a ter chances
no fim de semana, quando a equipe visita o Atlético-GO.
Vinicius
recebeu elogios e apoio dos companheiros após sua estreia. Líder do grupo e com
muita experiência, o capitão Réver fez coro com o técnico Zé Ricardo ao pedir
calma e paciência. Prevê sucesso, mas reforça que não se pode colocar muita
pressão nos ombros de meninos.
– A
gente sabe da responsabilidade que cada um tem no grupo. É preciso um pouco de
calma, porque é um menino novo, tem um talento enorme. Também não podemos
colocar de repente em determinadas partidas para que isso não atrapalhe no seu
crescimento. Não dá para jogar uma carga tão pesada num garoto como o Vinícius,
que tem o futuro tão brilhante – disse Réver.
Entenda a negociação de Vinicius
– O
Flamengo assinará uma “obrigação de venda” de Vinicius Junior ao Real Madrid
por 45 milhões de euros (R$ 154 milhões na cotação desta quinta)
– Paralelamente,
o atacante renovará com o Rubro-Negro até 2022.
– A
promoção aos profissionais e aproveitamento no Brasileiro já fazem parte deste
acordo casado de venda/renovação.
– A
obrigação de venda será efetuada em julho de 2018.
– Há
chance de Vinicius, após apresentação no Real, voltar ao Flamengo emprestado
por um ano, até junho de 2019. O Real, porém, quer garantias de, dependendo da
performance dele, vetar o retorno

COMENTÁRIOS: