Atacante Nilmar está livre no Mercado.

44
Divulgação/Al Nasr

JORGE
NICOLA
: A 53 dias do fim do contrato com o Al Nasr, dos Emirados Árabes Unidos,
Nilmar já tem uma oferta oficial para voltar ao futebol brasileiro. O
interessado é o Santos, que tenta convencer o atacante de 32 anos a assinar um
pré-contrato já – o Peixe tem sofrido com a concorrência de outros clubes,
principalmente paulistas, em atletas que estão na mira nas últimas temporadas.

A
possibilidade de Nilmar continuar no Al Nasr é zero. Em litígio com o time, ele
completará na quarta-feira da semana que vem exatamente um ano sem jogar
qualquer partida oficial. Sua última aparição, contando amistosos, se deu em 9
de janeiro de 2017, quando encarou o Hamburgo, da Alemanha. E só. Desde então,
Nilmar treina com os demais, mas nem sequer foi inscrito nas competições
internacionais.
O São
Paulo chegou a dar a contratação de Nilmar como certa em janeiro, imaginando
que os árabes aceitariam liberá-lo seis meses antes do fim do vínculo, o que de
fato ocorreu. O problema é que o Al Nasr exigia que o brasileiro perdoasse uma
dívida relacionada a salários e luvas, para irritação do jogador.
Nilmar
tem convivido com atrasos em seu salário desde que parou de ser utilizado.
Porém, o clube árabe nunca deixou que as pendências completassem três meses,
evitando assim uma ação na Fifa. No começo do ano, com a convicção de que não
usaria o ex-colorado, o Al Nasr contratou o atacante Wanderley, com passagem
pelo Flamengo em 2011. Dono da casa 9, ele também tem jogado esporadicamente –
são só seis aparições e três gols no ano.
O
interesse santista em Nilmar tem a ver com a facilidade nas condições do negócio
– o atleta estará livre – e com a queda de rendimento de Ricardo Oliveira em
2017. Depois de marcar 37 gols em 2015 e 22 no ano passado, ele balançou as
redes apenas três vezes desde janeiro. Uma caxumba das mais severas ajuda a
explicar um pouco da má fase do veterano, de 37 anos. Kayke e Rodrigão são as
outras opções para a posição.

COMENTÁRIOS: