Chorões pressionam e Sassá diz que não jogará no Flamengo.

8
Foto: Arquivo Pessoal

GLOBO
ESPORTE
: Um grupo de aproximadamente 20 torcedores do Botafogo foi na manhã
desta terça-feira ao Nilton Santos atrás de Sassá. O motivo? Cobrar
comprometimento do atacante após os últimos episódios: corte da estreia do
Campeonato Brasileiro por indisciplina; fotos na noite do Rio de Janeiro e uma
suposta conversa de WhatsApp que circula nas redes sociais, na qual desdenhava
do clube. Ao avistarem o carro do atacante, fecharam o portão do
estacionamento, exigiram uma conversa e enquadraram o jogador, que desceu do veículo.

Segundo
relatos, os ânimos estavam exaltados no início, mas se acalmaram quando Sassá
saiu pelo portão para ir até eles do lado de fora, junto de um dos seguranças
do Botafogo. O tom foi de cobrança, porém, o papo foi pacífico quando a
imprensa chegou e recebeu o pedido para não filmar. O atacante negou que a
conversa de WhatsApp seja dele, alegando que não sabe usar a crase que aparece
no bate-papo, e disse que ficou chateado com a barração, mas não falta
comprometimento. Questionado por um torcedor se iria para o Flamengo, disse que
não.
No
final, a cobrança terminou em apoio, com pedidos de fotos (e gritos de que
“isso a imprensa não mostra”) e aplausos dos torcedores. Bruno Silva,
que saía com Sassá no momento, também foi cobrado pela derrota para o Grêmio no
domingo, mas argumentou que foi um jogo atípico, em que todos jogaram mal. O
clima tranquilo permitiu até que o volante gravasse um vídeo convocando a
torcida para lotar o estádio nesta quinta-feira, contra o Atlético Nacional, da
Colômbia, valendo vaga nas oitavas de final da Libertadores. O grupo exigiu a
classificação.
Sassá
sequer foi a campo nesta terça-feira. Segundo a versão do clube, o atacante
ficou na academia a pedido da prepraçaõ física, mas o GloboEsporte.com apurou
que ele está sem clima internamente. Os últimos atrasos nos treinamentos e o
comportamento do atacante deixaram sua situação complicada em General
Severiano. Seu contrato com o Botafogo termina no fim do ano, e a renovação
está distante. A pedida do jogador de R$ 5 milhões de luvas e R$ 300 mil de
salário assustou os dirigentes, e a negociação está travada.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here