Elogiem agora, puxa-sacos!

6
Márcio Araújo em San Lorenzo x Flamengo – Foto: Staff Images

RENATO
MAURÍCIO PRADO
: Gostaria muito de saber o que dirão agora os rubro-negros que,
pela internet, defendem, ardorosamente (ou será profissionalmente? Leia-se, por
grana), o Zé Ricardo, o Márcio Araújo e esse elenco fraquíssimo do Flamengo que
tem (e escala!) jogadores bisonhos como Gabriel, Rafael Vaz, Berrio etc.

Time
medíocre e covarde que, sem Diego (ao lado de Guerrero, o único que pode ser
chamado de jogador de verdade), não é capaz de nem sequer jogar um futebol
corajoso, à altura da história do clube. Não dá nem pra dizer que a eliminação
na fase de grupos da Libertadores (mais uma!) foi injusta. O Flamengo “achou”
um gol num chute improvável de Rodinei (novamente ele) e não foi capaz de
segurar o 1 a 0 porque, simplesmente, se acovardou e passou o tempo todo na
defesa, tentando apenas garantir a vantagem mínima ou, na pior das hipóteses, o
empate que seria suficiente para assegurar a vaga.
O gol
da desclassificação veio, como merecido castigo, nos minutos finais. Quando Zé
Ricardo já tinha três volantes e cinco zagueiros em campo… Mais medroso,
impossível.
Ou
Diego e Conca se recuperam logo e Éverton Ribeiro, e mais um bom zagueiro, são
contratados, ou esse Flamengo não irá a lugar algum também no Brasileiro, na
Copa do Brasil, na Sul-Americana, onde quer que seja. Vai ficar somente com o
insignificante título do Carioquinha, que não vale nada.
Porque
o elenco é fraco, o chamado “grupo de inteligência”, responsável por
contratações que não emplacam (Cuellar, Donatti, Mancuello, Berrio etc) é burro
e o treinador inexperiente e medroso.
É duro
torcer por esse time do Flamengo. Muito duro.
E
patético ver jornalistas o defenderem como “um dos melhores elencos do país”.
Os que
dizem isso não sabem nada.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here