Flamengo e Fluminense se reinventam e decidem título carioca.

10
Foto: Divulgação

GLOBO
ESPORTE
: Vale título! Flamengo e Fluminense entram em campo neste domingo, às
16h (de Brasília). A segunda partida da decisão do Campeonato Carioca será
disputada no Maracanã, que estará lotado – todos os ingressos foram vendidos
antecipadamente. O Rubro-Negro, que venceu o primeiro jogo por 1 a 0, tem a
vantagem do empate. O Tricolor precisa vencer por um gol de diferença para
levar a final para os pênaltis ou por dois para ser campeão direto.

Os
dois times, porém, estão sem suas principais estrelas para a decisão: Diego, do
Flamengo, e Gustavo Scarpa, do Fluminense, estão lesionados. Mas isso não
diminui o tamanho da grande final no Maracanã, porque todo título tem um herói.
E quem será o herói dessa vez? Quem vai fazer o gol decisivo?
Veja
abaixo porque Diego e Scarpa estão fora, quem pode decidir o título e os
últimos heróis de cada time:
SITUAÇÃO DO FLAMENGO
Diego: quase quatro semanas fora
A
lesão de Diego está prestes a completar um mês. Sem um reserva com as mesmas
características do camisa 35 à disposição, Zé Ricardo se viu obrigado a
modificar e testar variações diferentes depois de muito tempo utilizando o
mesmo sistema no Flamengo. E funcionou.
A
primeira mudança foi colocar o Rubro-Negro para atuar com três volantes:
Rômulo, Willian Arão e Márcio Araújo. Quando perdeu o camisa 27, por lesão,
optou por Mancuello – no jogo diante do Universidad Católica. Não surtiu o
mesmo efeito, então Zé Ricardo partiu para a utilização de seus laterais
improvisados. Funcionou de novo.
Guerrero chamou a responsabilidade
Na
ausência de Diego, Guerrero assumiu de vez o protagonismo do Flamengo. O camisa
9 vive seu melhor momento desde que chegou ao clube, na metade de 2015. É
artilheiro do time na temporada com onze gols marcados. É, sem dúvidas, o
favorito para assumir o destaque na ausência do meia na decisão.
Outro
nome que briga pelo destaque é Everton. Mesmo sem ter tantos gols, o camisa 22
é peça fundamental na engrenagem do Flamengo. Na semana passada, mostrou sua
estrela e abriu o marcador na decisão. Em bom momento, o lateral-esquerdo
Trauco também vem marcando gols importantes.
O último herói do Fla e o último herói do
Carioca
Do
lado Rubro-Negro, dois jogadores, que recentemente eram contestados, vivem fase
mais regular: Márcio Araújo e Rafael Vaz. O volante foi quem marcou o gol do
título Carioca do Flamengo em 2014 (o último do clube). Já o zagueiro foi autor
do gol que garantiu o título Carioca do Vasco no ano passado.
Com
gol polêmico no fim o Flamengo é campeão carioca
SITUAÇÃO DO FLUMINENSE
Scarpa: mais de dois meses fora
Gustavo
Scarpa não joga pelo Fluminense há dois meses e 12 dias. Sem o camisa 10, Abel
Braga apostou em Richarlison e mudou um pouco a formação tricolor. Se antes
tinha um trio de meias, passou a atuar com três jogadores avançados: Wellington
e Henrique Dourado completam o setor. E funcionou. O time marcou 55 gols em 26
jogos, sendo um dos mais efetivos do país.
Richarlison é destaque no Carioca
O Flu
prima pelo jogo coletivo. Não tem um protagonista único. No começo do ano,
Richarlison servia a seleção sub-20. Voltou e entrou no time na ausência de
Scarpa. Desandou a fazer gols. No Carioca, tem 8. Briga pela artiharia com
Guerrero e Adriano (Nova Iguaçu), que têm um a mais.
Últimos heróis tricolores
Nos
dois últimos títulos do Fluminense, os heróis foram jogadores reservas. No da
Taça Guanabara, o goleiro Júlio César defendeu cobrança de pênalti de Réver.
Marcos Junior bateu, converteu e deu a taça ao clube. Foi o atacante quem
também marcou o gol do título da Primeira Liga, no ano passado, diante do
Atlético-PR.

COMENTÁRIOS: