Flamengo foi único a superar média de público da Premier League.

25
Foto: Divulgação

JORGE
NICOLA
: Último colocado da Premier League, como é chamado o Campeonato Inglês,
o Sunderland deu um banho nos clubes do futebol brasileiro neste fim de semana
em relação ao público. O time, que já está rebaixado há três rodadas, levou
38.781 pessoas ao Stadium of Light na manhã de sábado. Já a rodada de abertura
do Brasileirão teve apenas um dos dez jogos com mais gente: o empate em 1 a 1
de Flamengo e Atlético-MG, com 42.575 pagantes, no Maracanã.

Detalhe:
o Sunderland ainda frustrou seus quase 40 mil torcedores presentes ao perder do
Swansea por 2 a 0 – foi o 11º jogo seguido sem vitória como mandante, com cinco
empates e seis derrotas. A equipe do técnico David Moyes não sabe o que é
ganhar dentro de casa desde 17 de dezembro de 2016, quando bateu o Watford por
1 a 0.
Em 19
jogos como mandante ao longo da edição 2016-2017 da Premier League, o
Sunderland atraiu 784.450 torcedores, com média de 41.287. O Manchester United
lidera essa estatística com 75.292 pagantes de média, contra 59.982 do Arsenal
e 56.972 do West Ham.
Já a
abertura do Brasileirão teve média de 16.868 pagantes, sendo que seis partidas
tiveram menos de dez mil pagantes. Os mandantes que fracassaram na tentativa de
levar público ao menos razoável foram: o Bahia, de volta à elite nacional; o
Cruzeiro, que recebeu o São Paulo no Mineirão; o Fluminense, que jogou às 11h
do domingo diante do Santos, no Maracanã; o Coritiba, com 10.631 pessoas diante
do Atlético-GO; o Avaí, que recebeu o Vitória em casa; e a Ponte Preta, dona do
pior público da competição, com 2.830 pagantes.
OS PÚBLICOS DA 1ª RODADA DO BRASILEIRÃO:

Flamengo 1 x 1 Atlético-MG: 42.575 pagantes

Palmeiras 4 x 0 Vasco: 33.425

Corinthians 1 x 1 Chapecoense: 31.470

Grêmio 2 x 0 Botafogo: 18.552

Coritiba 4 x 1 Atlético-GO: 10.631

Fluminense 3 x 2 Santos: 9.880

Bahia 6 x 2 Atlético-PR: 8.127

Cruzeiro 1 x 0 São Paulo: 6.528

Avaí 0 x 0 Vitória: 4.666
10º
Ponte Preta 4 x 0 Sport: 2.830

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here