Flamengo insiste nos cruzamentos.

6
Foto: Antonio Scorza

O
GLOBO
: A primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2017 não é parâmetro para
as sequências de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco na competição. Ainda
assim, os clubes cariocas podem tirar lições, a partir dos números, de
estratégias que deram errado e de posturas que funcionaram. As estatísticas são
do “Footstats”.

Vasco foi o que mais chutou a gol
Goleado,
sim, mas não acuado. Apesar de ter sido derrotado pelo Palmeiras por 4 a 0
neste domingo, o Vasco foi o time que mais arriscou chutes entre os quatro
cariocas. Entre finalizações certas (6) e erradas (7), o time dirigido por
Milton Mendes chutou 13 vezes na Arena Palmeiras.
Já o
Fluminense foi o mais eficiente nos chutes. Com um total de nove finalizações,
sendo seis na direção do gol, o tricolor conseguiu balançar a rede três vezes
— sendo uma de pênalti — na vitória sobre o Santos no Maracanã.
Em
comparação com o Fluminense, o Flamengo chutou mais vezes no total: 10. No
entanto, somente três finalizações tiveram a direção do gol no empate com o
Atlético-MG por 1 a 1. O Botafogo, por sua vez, teve oito finalizações na
derrota por 2 a 0 contra o Grêmio, mas apenas uma na direção do gol.
Fluminense ganha sem a bola
Jogando
no Maracanã, o Fluminense preferiu deixar a bola com o Santos durante a maior
parte do tempo e apostou em contragolpes incisivos. A postura ajuda a explicar
porque o tricolor foi o carioca que menos trocou passes nesta estreia do
Brasileiro: foram 234 certos e 22 errados, totalizando 256 passes em todo o
jogo.
Botafogo
e Vasco, por exemplo, trocaram quase 50% a mais de passes em suas partidas: 381
e 383, respectivamente. O Flamengo, com um total de 291 passes, também ficou
mais com a bola. Entre os cariocas, só o Fluminense teve um percentual de posse
de bola inferior a 40% em sua estreia no Brasileiro.
Curiosamente,
no entanto, o tricolor foi o único que venceu na primeira rodada. O índice de
erros de passes do Fluminense foi o único abaixo de 10%. O Flamengo, com 37 passes
errados, teve o percentual mais alto de equívocos: 14%.
Botafogo vê meio time “amarelar”
A
estreia no Brasileiro já deixou cinco jogadores do Botafogo com cartões
amarelos. Os zagueiros Emerson Santos e Marcelo, os meias Bruno Silva e João
Paulo e o atacante Rodrigo Pimpão foram advertidos pelo árbitro na derrota para
o Grêmio.
O
número se explica em parte pelo número de faltas cometidas pelo time dirigido
por Jair Ventura: foram 19 infrações na Arena do Grêmio. É o número mais alto
da primeira rodada, empatado com o Palmeiras.
O
Flamengo, por sua vez, foi o mais disciplinado dos times cariocas: apenas sete
faltas cometidas contr o Atlético-MG. O Fluminense cometeu 15 faltas contra o
Santos, enquanto o Vasco fez 14 diante do Palmeiras.
Flamengo insiste nos cruzamentos
O gol
de Matheus Sávio, é verdade, nasceu de um cruzamento que enganou o goleiro
Victor, do Atlético-MG. Mas o Flamengo parece ter confiado até demais na bola
alçada para a área. O rubro-negro cruzou 25 vezes contra o time mineiro, sendo
somente cinco com sucesso.
Quem
também abusou dos cruzamentos foi o Fluminense, com o mesmo número do rival
rubro-negro, mas somente quatro acertos. Um deles foi a assistência de Léo para
Henrique Dourado abrir o placar contra o Santos.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here