Flamengo joga e seca o San Lorenzo por vaga nas oitavas.

13
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

UOL: O
Flamengo tem uma decisão pela frente nesta quarta-feira (3). Diante de um
Maracanã lotado para os padrões atuais, o Rubro-negro encara a Universidad
Católica-CHI, às 21h45 (de Brasília), em busca da vaga antecipada nas oitavas
de final da Copa Libertadores. Porém, não basta apenas fazer a sua parte. A
noite será de intensa conexão Rio-Curitiba.

Para
avançar no Grupo 4 da competição Sul-Americana, o Flamengo precisa vencer os
chilenos em casa e torcer para que o San Lorenzo-ARG não derrote o Atlético-PR,
às 21h (de Brasília), na Arena da Baixada. Um empate já será suficiente.
Se os
Rubro-negros vencerem no Rio de Janeiro e em Curitiba, os dois estarão com as
respectivas classificações garantidas na Copa Libertadores. No Flamengo,
antecipar a vaga em uma rodada é considerado fundamental, pois tiraria a
pressão do duelo fora de casa contra os argentinos do San Lorenzo e exorcizaria
um fantasma que assombra os cariocas.
É
inegável que as eliminações recentes na primeira fase colocam pressão extra no
elenco. Cheio de expectativas, o Flamengo naufragou precocemente em 2002, 2012
e 2014. A última boa campanha foi em 2010, quando o time caiu nas quartas.
“Sempre
escutamos falar. As pessoas comentam e nos cobram sobre isso. Jogar no Flamengo
tem essa responsabilidade. Só dependemos de nós e temos tudo para sair
classificados. O grupo quer algo a mais e decidimos que entraremos para a
história esse ano”, afirmou o zagueiro Rafael Vaz.
Desempenho em casa é trunfo do Rubro-negro
Em
quatro jogos na Copa Libertadores, o Flamengo soma duas vitórias e duas
derrotas. Os triunfos foram conquistados no Maracanã, com boas atuações contra
San Lorenzo (4 x 0) e Atlético-PR (2 x 1). A química entre time e torcida tem
funcionado, o que é visto como ponto positivo pelos profissionais rubro-negros.
“É
uma verdadeira final. Podemos sacramentar a nossa classificação. Vamos dar a
vida diante de 60, 70 mil torcedores. O objetivo é comemorar a vaga. Sou
Flamengo desde berço e fico bastante ansioso. É uma emoção enorme”,
comentou Pará.
Flamengo tem quatro desfalques importantes
O
técnico Zé Ricardo tem problemas consideráveis para escalar o Flamengo. Berrío
(suspenso), Diego (em recuperação de cirurgia no joelho) e Donatti (lesão na
panturrilha) estão fora do compromisso. O volante Romulo sofreu uma entorse no
joelho direito e também foi vetado pelo departamento médico.
A
principal esperança está em mais uma atuação de destaque do peruano Paolo
Guerrero. Zé Ricardo não revelou a escalação, mas a tendência é a de que
Mancuello entre no meio de campo, com Trauco ou Gabriel responsáveis por uma
das pontas do ataque.

COMENTÁRIOS: