Flamengo leva R$ 2,5 milhões de R$ 10,3 milhões em Bilheteria.

21
Torcida do Flamengo em jogo da Libertadores no Maracanã – Foto: Gilvan de Souza

UOL: Com
a vitória por 3 a 1 sobre a Universidad Católica-CHI, na noite da última
quarta-feira (3), o Flamengo encaminhou a sua vaga para a próxima fase da Copa
Libertadores da América. Com a missão praticamente cumprida dentro de campo, o
clube ainda busca a melhor fórmula de sucesso fora das quatro linhas.
Especialmente quando o assunto é o faturamento com bilheteria nos jogos em casa
– Maracanã.

Time
que mais leva público ao estádio em suas partidas com mandos de campo no
torneio (média de mais de 59 mil presentes), o Rubro-negro está longe do topo
da tabela de lucro na Libertadores. Ainda que o faturamento bruto tenha
ultrapassado os R$ 10,3 milhões com os três jogos disputados no Maracanã, o
Flamengo embolsou apenas 24% deste montante – R$ 2.495.931,92.
A
diferença se explica: por conta do impasse em relação à gestão atual do
Maracanã, o Flamengo se viu obrigado a acertar contratos pontuais a cada jogo.
Com a Arena da Ilha ainda em fase final de construção e sem outras opções no
Rio de Janeiro, o poder de barganha diminui.
A
Odebrecht, que ainda tem a concessão do estádio, subiu o preço do aluguel e
repassou custos operacionais ao Rubro-negro, que gastou mais de R$ 2 milhões
por jogo para “abrir” o Maracanã – uma perda total acima de R$ 6
milhões no faturamento.
Na
estreia da Libertadores, contra o San Lorenzo, o Flamengo teve até de pagar
contas vencidas da concessionária para liberar o estádio. No jogo seguinte,
contra o Atlético-PR, se comprometeu a reparar as cadeiras de parte de um setor
para obter a liberação do Corpo de Bombeiros.
Diante
do cenário e do enorme custo, integrantes da diretoria entendem que somente um
jogo com casa cheia na Libertadores justifica a utilização do Maracanã. Para
partidas com expectativa de menos de 30 mil presentes, o estádio se torna
deficitário para os clubes.
Na
última quarta-feira, novo cenário desfavorável. Apesar da renda de R$
3.314.405,00, o Flamengo embolsou apenas R$ 954.180,83. Somado às despesas do
Maracanã, o Rubro-negro ainda amarga penhoras de processos antigos em todas as
suas receitas de bilheteria.

COMENTÁRIOS: