Flamengo sem pressão em cima de Vinicius Júnior.

8
Antonio Scorza

O
GLOBO
: Quando Zé Ricardo chamou Vinicius Junior, a jovem e valiosa promessa do
Flamengo, para entrar em campo pela primeira vez no profissional, o Maracanã
veio abaixo. No sábado, no empate em 1 a 1, contra o Atlético- MG, Vinicius fez
pouco, ainda, mas se expôs à avaliações, duras, pela primeira vez na vida.

Por
isso, a ordem no Flamengo é manter a calma e blindar, ao máximo, o atacante de
16 anos. A preocupação generalizada passa pela diretoria, comissão técnica e
companheiros já veteranos.
Vinicius
não deu mostras do talento que já exibiu na categoria de base, mas a favor dele
tem fato de que outros atacantes talentosos revelados pelo clube da Gávea
também não tiveram uma primeira experiência dos sonhos no Campeonato
Brasileiro. E todos eram mais velhos que o atacante.
Os
últimos atacantes revelados pelo Flamengo foram Sávio, no começo dos anos 90, e
Adriano, no começo dos anos 2000. O primeiro fez sua primeira partida pelo
Campeonato Brasileiro em 1993. Na derrota para o Santos, em São Paulo, Sávio,
então com 19 anos, entrou no segundo tempo e também não fez gol.

Adriano disputou seu primeiro jogo pelo Brasileiro em 2000, aos 18. O Flamengo
vencia o Grêmio por 3 a 0 no Maracanã quando o atacante entrou no lugar de
Reinaldo. Ele também não conseguiu marcar.
Com
vasta experiência em trabalhar com jovens jogadores, o técnico Zé Ricardo — que
já treinou a base sendo campeão da Copa São Paulo em 2016 — sabe que o momento
é de deixar Vinicius Junior à vontade, com o mínimo de pressão nas costas,
enquanto ele amadurece:

Vamos ter calma para ver o jogador crescer no seu momento. É jovem, vai
completar 17 anos. Quando estiver adaptado vai mostrar todo seu potencial.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here