Flamengo supera maratona e obriga time misto contra Atlético-GO.

33
Foto: Silvia Izquierdo / AP

EXTRA
GLOBO
: As cinco partidas decisivas em sequência, pela Libertadores e o
Estadual, farão o técnico Zé Ricardo utilizar um Flamengo misto na estreia da
Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Maracanã, contra o Atlético-GO. A
novidade será a volta de Ederson entre os relacionados e o retorno de Rômulo.
Alguns jogadores devem ser poupados, como Guerrero, que se desdobrou nas
últimas semanas, na ausência de Diego.

O
peruano ilustra o quão aguerrido o Flamengo foi na maratona decisiva. Depois do
jogo contra o Atlético-PR na Libertadores, em Curitiba, o estado físico dos
atletas era ruim, sobretudo devido ao gramado sintético.
A
comissão técnica colocou em prática, então, um plano de recuperação que não
evitou, mas minimizou o desgaste para a finalíssima contra o Fluminense. Em uma
semana entre as finais, a atividade em campo foi reduzida. Entrou massagem,
controle de carga e até antiinflamatórios injetados antes dos jogos.
Guerrero
sentiu mais porque ganhou responsabilidade maior. Com metas de gols e
deslocamento em campo superiores, sofreu com a sequência de jogos, mas
respondeu bem no início. Apesar da fadiga muscular, fez o gol decisivo para o
título.

Ricardo havia dito ao centroavante que o protagonismo precisaria aumentar sem
Diego. E ele deu conta. O gol e o título consolidaram a idolatria até certo
ponto atrasada. Guerrero e os principais jogadores voltam a ação, de acordo com
o plano do clube, na estreia do Brasileiro, sábado, diante do Atlético-MG, de
olho na partida contra o San Lorenzo pela Libertadores, na outra quarta-feira,
na Argentina.
Até
lá, o elenco pode ter ainda o retorno de Diego e quem sabe de Conca, recuperados
de lesão.

COMENTÁRIOS: