Governo federal indica Zico para comissão de atletas reformulada.

23
Crédito: Antonio Lacerda/EFE

MARCEL
RIZZO
: Zico foi indicado pelo governo federal como um dos 21 membros da
Comissão Nacional de Atletas. A CNA tem como função indicar ao governo
propostas para o esporte e fiscalizar políticas públicas do setor.

O governo
Michel Temer, como mostrou o blog em novembro, enxugou os membros da comissão,
de 35 para 21, por economia. O presidente será escolhido entre os 21 indicados,
mas é provável que seja o iatista Lars Grael.
Zico
foi ministro do Esporte por um mês, entre março e abril de 1991, no governo
Fernando Collor de Mello, e será o único ex-atleta ligado ao futebol presente
na comissão, que é ligada diretamente ao Ministério do Esporte – pasta que, por
sinal, indica seis dos 21 membros.
O
ex-meia do Flamengo e da seleção brasileira, porém, não entrou na cota direta
do ministério. Ele foi indicado pela Apfut, a Autoridade Pública de Governança
do Futebol, que também é uma indicação do governo federal, já que a Apfut está
subordinada ao Ministério do Esporte.
O COB
(Comitê Olímpico do Brasil) terá quatro indicações e o CPB (Comitê Paralímpico
Brasileiro), quatro. Mais dois foram colocados pela Confederação Brasileira de
Clubes (CBC), e também outros dois pela Oned. A Organização Nacional de
Entidades do Desporto (Oned), criada em 2001 com apoio do governo federal,
reúne entidades de esportes que não são olímpicos ou paraolímpicos.
As
duas últimas vagas foram destinadas à “organização sem fins lucrativos de
atletas brasileiros”. As duas indicações foram feitas pela ONG Atletas pelo
Brasil, que tem Grael como um dos dirigentes – ele, entretanto, foi indicado
pela CBC, enquanto a ONG optou pelos ex-jogadores de vôlei Ida e Rui do
Nascimento.
Não há
remuneração para fazer parte dessa comissão.

COMENTÁRIOS: