Juan relembra final entre Flamengo e San Lorenzo em 2001.

9
Foto: Fred Gomes/GloboEsporte.com

GLOBO
ESPORTE
: Com sete títulos no currículo rubro-negro, o zagueiro Juan só perdeu
uma decisão de campeonato oficial que disputou pelo Flamengo: a da Mercosul de
2001. Já havia conquistado o torneio dois anos antes e, inclusive, marcado na
primeira partida da final, contra o Palmeiras. O único revés deu-se justamente
contra o San Lorenzo e no mesmo palco do duelo da próxima quarta-feira, o Nuevo
Gasómetro. À época a sete dias de completar 23 anos, o atleta, que tinha ótimo
aproveitamento nos pênaltis, acabou desperdiçando sua cobrança – os
“Cuervos” venceram por 4 a 3 após empates por 0 a 0, no Rio, e 1 a 1,
em Buenos Aires.

Multicampeão
hoje, Juan, que recebeu muito carinho na chegada a Buenos Aires, encarou com
naturalidade o erro cometido há 15 anos e lembrou que Julio Cesar chegou a
permitir que o Flamengo abrisse 2 a 0 naquela disputa.

Triste, porque final a gente lutou tanto pra conseguir aquele título.
Infelizmente acontece – e aconteceu. O Julio pegou dois pênaltis em seguida,
mas a gente não conseguiu sair vencedor. Acontece. Fazer o quê (risos)? –
afirmou Juan, de 38 anos e com 288 jogos pelo clube do coração.
E
lembrou: caso conquistassem a vitória naquela noite, a comemoração talvez não
fosse possível. Antes de Capria converter a cobrança derradeira, milhares de
torcedores já estavam em campo.
– Não
sei nem o que ia acontecer se a gente tivesse ganhado, porque o número de
pessoas que invadiram o campo foi muito grande. A gente sabe que naquela época,
mais do que agora, acontecia muitos casos desses. A gente já tinha enfrentado
um problema com o Peñarol parecido (na semifinal da Mercosul, em que uma pancadaria
generalizada aconteceu). Espero que a Conmebol esteja atenta a essa partida.
Apesar
do final indesejado, Juan viveu momentos de alegria contra os
“Cuervos” em 2001. Marcou dois gols – um em cada – nos confrontos
válidos pela primeira fase daquela Mercosul, disputados no Nuevo Gasómetro, na
capital argentina, e no Serejão, em Taguatinga (DF).

Feliz de depois de tanto tempo disputar uma outra partida decisiva no mesmo
estádio. Naquele ano, a gente se enfrentou muitas vezes, e é um privilégio.
O jogador
abriu o placar nos dois duelos, ambos vencidos por 2 a 1 pelo Flamengo.
Petkovic foi seu garçom nos lances em que demonstrou qualidade de atacante.
Juan lembra até hoje dos gols.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here