Kleber Leite sonha com Lucas Lima no Flamengo.

35
Alexandre Schneider/Getty Images

KLEBER
LEITE:
O “timing”, expressão em inglês, talvez tenha a tradução correta como “o
tempo certo”, “o momento certo e talvez único”. Sabe aquela história do cavalo
passar encilhado na sua frente, podendo ser esta a única chance? Isto aí é o
tal do timing.

Numa
das mais espetaculares contratações de todos os tempos, o genial Francisco
Horta teve a sensibilidade de detectar o momento exato para dar o bote e
contratar Roberto Rivelino e, pra quem não sabe, com um cheque voador… Digo
isto, voltando ao tema de ontem sobre Lucas Lima.
Hoje,
o Globo.com exibiu matéria (ler aqui) dando conta de que, o contrato com o
Santos termina realmente no final do ano e, que os direitos econômicos do
jogador estão assim distribuídos: 80% pertencentes ao fundo de investimento
Doyen; 10% ao representante de Lucas Lima, Edson Khodor; e 10% ao jogador.
Claro
que no fundo o que Lucas Lima quer é ir jogar no Barcelona ou algo parecido.
Mas, e se não for agora? Em síntese, parto da premissa de que sonhar não custa
nada, até porque, por maior que seja o sonho, sempre há, por mais remota que
seja, uma possibilidade. O pecado é não acreditar e, consequentemente, não
tentar.
Neste
caminho até a janela do meio do ano, quando tudo pode acontecer, pode ser que
haja um momento único de se transformar o sonho em realidade. Para isso
acontecer, se acontecer, é preciso estar muito grudado ao tema, tornar-se
íntimo.  Acompanhar e se aproximar de
tudo e de todos, diariamente… estar sempre presente, sem ser chato e pronto
para dar o bote na hora certa.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here