Leonardo diz porque recusou o Flamengo: “Não faria o que penso”

53

EXTRA
GLOBO
: Em entrevista a Zico, o ex-jogador e atual comentarista Leonardo revelou
que esteve muito perto de um acerto para se tornar dirigente do Flamengo, clube
pelo qual fez bastante sucesso ao lado do Galinho. A entrevista foi publicada
pelo canal no Youtube “Zico 10” nesta segunda-feira.
“Estive
muito perto, mas nunca senti uma condição real de poder fazer o que eu penso.
Eu não acredito no tipo de gestão que hoje o nosso futebol é regido. Eu acho
que hoje o mundo corporativo mudou. O futebol hoje é uma indústria. Você não
pode ter uma estrutura de 100 anos atrás que é o que é hoje”, disse Leo.
“A
ideia do nosso futebol é política. A ideia de um presidente de um clube hoje é
política. Ele entra, claro que ele quer ganhar, mas ele quer ganhar para
reforçar a posição dele e ser reeleito. Hoje não tem como você sair disso
(…)”, acrescentou.
Em
seguida, Leonardo falou sobre a seleção brasileira. Antes disso, chamou a
estrutura do futebol brasileiro de “decadente”.
“Infelizmente,
vamos colocar assim, a seleção ofusca um pouco um pouquinho o que é a nossa
gestão. Parece que é a gestão de sucesso porque temos resultados esportivos
muito bons, isso foi sempre assim. Hoje acho que tem uma coisa ligada à gestão
do Tite. Ele entrou com um projeto esportivo, é ele que tá conseguindo unir
esse grupo. É ele que está conseguindo dar uma cara, uma identidade. Ele tem um
sistema de jogo que muda pouco. Repete os mesmos jogadores…”, disse, por fim.

COMENTÁRIOS: