Muralha e Cavalieri tentam retomada em final entre Flamengo e Flu.

18
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

UOL: Fla-Flu
decisivo no Maracanã: cenário e palco ideal para um jogador colocar seu nome na
história, ainda mais quando se trata de goleiro. No próximo domingo, Alex
Muralha e Diego Cavalieri terão a oportunidade de deixar para trás críticas e
lesões recentes, com um dos dois podendo ser protagonista na conquista do
título do Campeonato Carioca. O Fla largou na frente, vencendo o primeiro jogo
por 1 a 0, mas a decisão está em aberto, garantem Abel Braga e Zé Ricardo, o
que indica que os camisas 38 e 12, respectivamente, terão muito trabalho..

Campeão
do Brasileiro, do Carioca e da Primeira Liga pelo Tricolor, o camisa 12 luta
para recuperar o melhor futebol após uma sequência de lesões iniciada em
setembro de 2016. Assim, com 13 jogos na temporada, Cavalieri só superará o
reserva Júlio César em números de partidas no ano no Fla-Flu de domingo.
Com a
fase ruim que o time viveu em 2016, Cavalieri tornou-se um dos alvos dos
protestos feitos pela torcida nas Laranjeiras, assim como o zagueiro Gum. No
entanto, desde que Abel chegou e a equipe engrenou na temporada, o goleiro
parece ter reconquistado os tricolores, que entoaram, nas últimas partidas no Maracanã,
o grito de “é o melhor goleiro do Brasil, Cavalieri!”.
Alex
Muralha, por sua vez, viveu uma lua de mel com a torcida em 2016, mas não está
repetindo as grandes atuações nesta temporada. Um dos motivos é a deficiência
na hora das penalidades. Na final da Taça Guanabara, contra o próprio
Fluminense, o camisa 38 não pegou nenhuma cobrança tricolor e o adversário
sagrou-se campeão no Estádio Nilton Santos.
Ainda
atrás de seu primeiro título com a camisa rubro-negra, Muralha voltou a sofrer
críticas na partida contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada pela Copa
Libertadores. O goleiro hesitou nos lances dos dois gols do Furacão na derrota
por 2 a 1. Em outros duelos, o camisa 38 tem demonstrado certa insegurança,
soltando rebotes para dentro da área, o que não acontecia no passado.
Na
partida de domingo, no Estádio do Maracanã, o goleiro que ajudar a sua equipe
na conquista do Campeonato Carioca – seja nos 90 minutos, seja na disputa de
pênaltis – certamente estará, mais uma vez, nas graças da torcida.

COMENTÁRIOS: