Números de Guerrero em Flamengo x Católica impressionam.

25
Foto: Fred Gomes/GloboEsporte.com

GLOBO
ESPORTE
: Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, Paolo Guerrero disse já
estar adaptado ao “carioquês”. Pode-se dizer também que encontra-se
totalmente identificado com o que pede a torcida rubro-negra. Deu muitas provas
na vitória por 3 a 1 sobre a Universidad Católica, na noite de quarta-feira, no
Maracanã. Matou no peito a responsabilidade de ser o protagonista absoluto na
ausência de Diego. Até meia virou ultimamente. Não desistiu – seu gol saiu
apenas na 12ª de suas 14 finalizações (60% do total do time – 23). Prometeu dar
a alma em campo para retribuir o carinho e trata a conquista do título carioca
como uma obrigação. Não em detrimento do trabalho do Fluminense, mas para
premiar todo o esforço que vê no grupo do Flamengo.


Contra o Fluminense temos mais uma batalha no domingo, é um jogo muito decisivo
numa semana muito difícil. Temos que ganhar porque merecemos o Campeonato
Carioca depois de tudo que lutamos para chegar nessa final. Espero que a gente
consiga.
Entrevistado
após o jogo pelo programa “Domingo Al Día”, da emissora peruana
America TV, que promoveu um encontro entre o artilheiro e o pequeno Thiago,
grande fã do 9 flamenguista, o jogador riu ao ser questionado sobre o canto
“Acabou o caô” e garantiu entrega em campo para corresponder a todo a
força dada pelos torcedores.
– Esse
carinho é incrível. Tenho que dar a alma em campo. Tenho muito orgulho de fazer
parte desse grande clube e desse grande grupo. Muito importante. A torcida faz
parte da gente, ajudam muito na nossa vontade e nossa raça em campo. Os cantos
e a empolgação deles no estádio ajudam muito. Os torcedores confiarem em mim me
ajuda muito – repetiu.
Números de Guerrero contra a Universidad
Católica:
Finalizações:
14 (líder do Fla)
Passes
certos: 27
Passes
errados: 2
Faltas
cometidas: 2
Faltas
recebidas: quatro (líder do Fla ao lado de Gabriel)
Visivelmente
desgastado nos segundos tempos das vitórias por 1 a 0 sobre o Fluminense, no
domingo passado, e no triunfo diante da Católica, Guerrero mostrou não fugir à
luta e colocou-se à disposição de Zé para dar o máximo na finalíssima do
Carioca.
– Eu estou
à disposição do Zé. Tento me recuperar rápido apesar do probleminha na
panturrilha. Agora é descansar bem, comer bem e ir para o pau no domingo, como
você falou.
A sete
gols de seu recorde no Brasil, Guerrero se diz feliz por “entrar na
história”
Guerrero
viveu uma noite de números marcantes pelo Flamengo. Em seu 80º jogo pelo clube,
fez o gol 200 do clube em Libertadores, seu 33º vestindo vermelho e preto, e o
11º em 2017. Está a apenas sete de seu recorde em temporadas atuando no Brasil.
Fez 18 em 2013, pelo Corinthians, e também no ano passado, já com a camisa
rubro-negra.

Importante que foi o gol 200 do Flamengo na Libertadores. Muito importante para
mim, e me sinto muito orgulhoso de fazer parte desse grande clube. É uma
motivação especial estar dentro da história do clube.

COMENTÁRIOS: