O primeiro jogo do resto do ano.

29
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

BOTECO
DO FLA:
Tirar um peso das costas diante da longa jornada que ainda temos pela
frente em #201SETE. Não tanto pro elenco, já que muitos chegaram recentemente,
nem tanto para o Zé Ricardo, que faz excelente trabalho e completa ainda seu
primeiro ano no cargo. Nem tão pouco deveria ser para a torcida, que já
vivenciou épocas MUITO complicadas de flerte com o Z4 nem faz tanto tempo
assim, apesar dos mimimis e crises histéricas recentes nas redes sociais.

O peso
mesmo anda recaindo sobre a diretoria. Extremamente competente fora do campo,
em meio às Planilhas Excel das Finanças e ao recém revivido Departamento de
Marketing, fadado a viver décadas de obscura Idade Média até bem pouco tempo
atrás, tá faltando aquele 1 % vagabundo, aquilo que não se aprende nas
universidades e pós-graduações da vida, o detalhe povão e que tem lá seus
caprichos para ser alcançado: GRITAR ‘É CAMPEÃO’. Momento mágico que, se por um
lado é ajudado pela competência fora das quatro linhas, por outro devolve na
mesma moeda, facilitando a vida administrativa em um intercâmbio de benesses
para ambos os lados.
O
FLAMENGO É GIGANTE. E daí, apesar de não inédito na história, o momento de já
três anos sem uma volta olímpica incomoda e muito.
Ok…
Há quem diga que o Carioqueta não conta muito e blá, blá, blá. O Boteco mesmo é
um lugar onde os estaduais apanham dia sim e outro também por conta da sua
total inutilidade. Porém… Porém… Ele não conta muito quando se ganha, mas é
um revés meio chato quando se perde. Simples. Diante de tudo que tanto importa
no ano, com Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, não ganhar o mais fácil
de todos sempre há de ficar como mancha que levanta o questionamento sobre a
capacidade de lutar nas outras frentes. Tudo impressão. Tudo exagero. Tem um
amigo meu tricolor que diz, por exemplo, que aquele título de 95, o do maldito
gol de barriga, foi um dos responsáveis por abrir o calabouço-armadilha que
arrastou o clube pela agonia dos rebaixamentos seguidos, ao mascarar e fazer
parecer que o Bom, Bonito e Barato seria um caminho viável para as eventuais
conquistas seguintes.
Independente
de tudo isso… Tem que ganhar porque é Final. Tem que ganhar porque é Fla-flu.
Revogam-se as disposições em contrário e o lado de lá também pensa assim. Que
respire o futebol e a rivalidade sadia e eterna. O imediatismo de ter certeza
por 90 minutos de que nada mais importa no planeta. Saindo por dois segundos
dessa redoma de isolamento emocional que se cria junto com a palavra “FINAL”
pulsando em letras garrafais em nossos corações apaixonados, tudo que a gente
não precisaria para o resto do ano seriam as inevitáveis faixas de que isso ou
aquilo é obrigação, sempre presentes após os tropeços, quando a obrigação
possível e palpável é um time que entre em campo e honre o Manto o que, apesar
da Fla-Anti-Fla discordar, é o que vem sendo feito até aqui na temporada.
A
vantagem é grande, mas não garante nada. Não acredito que o tal cansaço por
causa do jogo contra os chilenos na quarta influencie. Ainda estamos no começo
da temporada e o preparo vem sendo bem feito. Nem dá pra saber ao certo o time
que o Zé Ricardo vai mandar pro jogo. Como bem disse um perfil lá do Twitter:
“Quando a gente contar pros netos que viu o Flamengo com 4 laterais em campo
disputando a Libertadores… Ninguém vai acreditar”. Ok… (fico constrangido,
mas não me furto de comentar)… Se desse pro Gabriel não entrar já era uma
ajuda. Ahahahaha…
Do
lado de lá… Do lado de lá… Não faço a menor ideia e nem vou me preocupar em
ir à página deles dar uma fuçada. É um time competente e que deu todos os moles
que podia dar no primeiro tempo do último domingo.
Vamos,
Flamengo. Na técnica, na raça, no pulsar da arquibancada, no pensar dos milhões
espalhados pelo mundo. Temos escaladas muito maiores em #201SETE, bora galgar
com sucesso esse primeiro degrau.
PETISCOS
. SEGUNDO ENCONTRO DE COLECIONADORES.
Estive por lá e filmei um pouco do evento. Pinta lá na Filial Audiovisual do
Boteco em algum momento entre a noite de sábado e a manhã de domingo. Aviso no
Facebook e Twitter.
. CAMPO DOS SONHOS. Alguém
aí viu esse ótimo filme? A frase símbolo do mesmo, “Construa e eles virão”,
deveria servir também para a Arena da Ilha, mas tá complicado…
. MALANDROS. Por
motivos totalmente diversos… Mas eu e o Cuca pulamos na careta os respectivos
estaduais.
. OI, TÁ TUDO BEM COM VOCÊ?
Hmmmm… Quer dizer que a renovação do Camilo lá no Botafogo tá enrolada?
Propostinha pra dar aquela espezinhada? Sim, ou claro que sim?
. MESA DE SALOON. O pau
quebrou feio em uma das postagens do Boteco Audiovisual lá no Facebook. Fiquei
só observando, mas o fato é que a treta rolou a noite inteira e prosseguiu pela
manhã. Até quando parei de contar já passavam de 100 as farpas distribuídas.
Colem
nas redes, Urubus, UruBoas e Antis.
Facebook:
Mercio Querido
Twitter:
@sorinmercio
YouTube:
Canal Boteco do Flamengo
Cartola:
Liga Boteco do Flamengo

COMENTÁRIOS: