Pouco marketing, muito trabalho: O Zé Ricardo do Flamengo.

24
Zé Ricardo, técnico do Flamengo, sorrindo – Foto: Gilvan de Souza

FOX
SPORTS
: Por Fábio Azevedo

Quem foi que disse que o grande treinador veste terno ou precisa ficar
igual a um desesperado à beira do campo? O futebol exige mudanças, mas mostra
pouca paciência para aceitar o novo. A novidade tem prazo de validade. Até
quando? O Campeonato Brasileiro, competição mais difícil do nosso país, já
mostrou que o novo é realidade.

Ao ser
confirmado no ano passado, o técnico Zé Ricardo sabia da pressão que viria pela
frente. Só não imaginava que o “inimigo” estaria bem próximo: o
torcedor do Flamengo. Substituir Muricy Ramalho depois da conquista da Copa São
Paulo era a missão e o novo comandante cumpriu bem o trabalho. Foram 39 jogos,
21 vitórias, 10 empates e 8 derrotas (62,4% de aproveitamento). Mais do que
estes números, as conquistas. O Flamengo terminou o Campeonato Brasileiro em
terceiro lugar e garantiu a vaga direto na fase de grupos da Libertadores.
Veio
2017 e com ele a pressão, ainda maior. O exigente torcedor quer conquistas
sempre e não perdoa certas escolhas ou erros. Nesta temporada, o Flamengo se
reforçou e trouxe jogadores importantes, como Berrío, Rômulo e Conca. A missão
do treinador rubro-negro era encontrar a melhor formação em busca do título.
Eles ainda não vieram, mas a passos largos está próximo.
Os
números mostram que a temporada está ainda melhor. Em 24 jogos, são 15
vitórias, 6 empates e apenas três derrotas, com aproveitamento de 70,83%. Isso
tudo não é suficiente para tornar o Zé Ricardo um treinador mais
“simpático” ao torcedor. Quando ele insiste com Rafael Vaz, vaia. Ao
escalar Marcio Araújo, vaia. Afinal de contas, o que o torcedor quer de
verdade?
Quero
um trabalhador, um profissional dedicado e que busque o novo o tempo todo.
Estou cansado do nome por nome. Passou da hora de deixar o talento falar mais
alto que o peso de um nome.
Zé não
é mais um Zé, um Zé qualquer. Zé Ricardo é o treinador do Flamengo, que está a
um empate do título estadual, bem próximo das oitavas na Conmebol Libertadores
Bridgestone e que vai entrar como um dos favoritos ao título brasileiro.
Por
mais trabalho e menos marketing!

COMENTÁRIOS: