Reserva no Flamengo, Renê desarma mais que Márcio Araújo.

36
Renê e Vinicius Júnior em Flamengo x Atlético-MG – Foto: Gilvan de Souza

GOAL: Quando
a saída de Jorge foi anunciada, os Rubro-Negros ficaram preocupados em como
Miguel Trauco se sairia na lateral-esquerda, mas o peruano que foi contratado
para ser reserva do brasileiro rapidamente mostrou suas credencias e conquistou
os torcedores. Renê, então, chegou para ser o substituto imediato de Trauco e
também vem se mostrando peça importante para o técnico Zé Ricardo.

Devido
ao bom desempenho ofensivo de Trauco, Zé optou por fazer uma dobradinha entre
Renê e o peruano em algumas oportunidades, algo que deu bastante resultado, já
que Renê se posiciona muito bem defensivamente e, desta forma, consegue dar a
liberdade que o peruano precisa.
Os
números defensivos de Renê são tão expressivos que mesmo atuando em metade dos
jogos do Flamengo em 2017(11 jogos), ele lidera o ranking de desarmes do time.
São 39 bolas roubadas, 7 interceptações e apenas 14 faltas cometidas.
Mas
não é somente no setor defensivo que Renê se destaca, o lateral também sabe
subir ao ataque com qualidade quando necessário. Com um gol, ele já deu 12
assistências para finalizações da equipe e arriscou 9 chutes de fora da área.
O
equilíbrio de Renê pode ser um ponto importante para o jogador brigar por uma
vaga de titular na equipe ou até mesmo não deixar que Trauco relaxe na posição.
Com os retornos de Diego, Conca e Ederson, ter um lateral mais bem postado na
defesa pode ser crucial para Zé Ricardo.
Nesta
quarta-feira(18), o Flamengo encara o San Lorenzo pela classificação às oitavas
de final da Copa Libertadores da América. O Rubro-Negro pode até perder desde
que o Atlético-PR não derrote o Universidad Católica fora de casa.

COMENTÁRIOS: