Responsável por saída de Vinicius Júnior, Traffic muda de nome.

23
Foto: Getty Images

ESPN: Uma
das mais famosas empresas envolvidas com o futebol brasileiro e um dos pivôs do
escândalo da Fifa, divulgado em 2015, a Traffic promoveu mudanças. Desde março,
o braço da firma responsável por representação de atletas deixou o nome
“Traffic” de lado e passou a adotar a sigla TFM, que significa
“Talento Football Management”.

O
ESPN.com.br apurou que essa “nova empresa” que vem tendo seu nome
utilizado trata-se, na verdade, de uma corporação que já tinha seu CNPJ aberto
desde 2008 na Receita Federal. Seus dois sócios registrados são filhos de José
Hawilla: Renata Hawilla e Stefano Hawilla.
A
Traffic, por sua vez, existe desde 1974, com atualização cadastral em 2005.
Seus sócios são o próprio José Hawilla, além de Rafael Hawilla – que é sócio e
ainda representante legal da Continental Sports, com sede no paraíso discal das
Ilhas Cayman, segundo a RF, e igualmente associada – e o mesmo Stefano Hawilla.
Tanto
a Traffic quanto a TFM funcionam no mesmo endereço, localizado em São Paulo,
capital.
Em
2015, José Hawilla, dono do Grupo Traffic, pagou US$ 151 milhões (cerca de R$
500 milhões) ao fazer acordo com a Justiça dos Estados Unidos, em 2015, depois
de confessar extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da
justiça, em um dos maiores escândalos do futebol mundial, que envolvia também a
Fifa e a CBF.
A
Traffic ainda segue forte no futebol. E é ela quem negocia, inclusive, a ida de
Vinicius Junior – maior promessa do Flamengo nos últimos anos – ao Real Madrid.
A empresa vai receber cerca de 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 28
milhões) da transferência do atleta ao time espanhol, apalavrada para junho de
2018.
No
total, a transação da ida do jogador ao Real envolve 45 milhões de euros (R$
156 milhões). O Fla anunciou recentemente sua renovação, em iniciativa que faz
parte da ida de Vinicius ao clube de Madrid após seu 18º aniversário.
O
ESPN.com.br falou com o diretor Frederico Pena, que explicou: trata-se de um
braço da Traffic que trocou de nome.
“A
Traffic é um grupo que tem várias empresas. Um braço de representação de
atletas chamava-se Traffic Talentos. Essa parte de representação de atletas
mudou a representação social para TFM. E o motivo da mudança de nome é que
vamos aumentar a presença na Europa e mercado internacional. A tradução de
‘Traffic’ não fica boa, então só esse braço mudou. Não tem nada a ver com a
parte de empresa que comercializa direitos. É o braço de representação de
atletas, que é o que aparece no Instagram”, apontou.
“A
TFM e a Traffic Talentos tem o mesmo CNPJ. Existiu uma mudança nesse
nome”, continuou, explicando que trata-se de um braço da Traffic original.
No
Instagram, desde março a Traffic mudou seu nome e logotipo para TFM, que vem
sendo colocado nas postagens sobre todos os jogadores representados pela
empresa. O interesse do Real Madrid em Vinicius Junior, coincidentemente,
também foi divulgado pela imprensa em março.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here