Salto alto? Flamengo perde a segunda seguida para o Pinheiros.

19
Foto: Daniel Vorley

GLOBO
ESPORTE
: Oitavo colocado na primeira fase do NBB, o Pinheiros derrotou, nesta
segunda-feira, o Flamengo por 102 a 98, e empatou a série melhor de cinco de
quartas de final em 2 a 2. Jogando em casa, em um ginásio absolutamente lotado,
a equipe paulista conseguiu segurar o melhor time da primeira fase e, com dupla
Bennet e Holloway calibrada, deixou tudo igual. O quinto jogo acontece na
sexta-feira, no Ginásio do Tijuca, com transmissão do SporTV, em horário a ser
divulgado pela LNB.

César
Guidetti, técnico do Pinheiros, dedicou a vitória à vontade do time:

Desde o início, a entrega do time fez a diferença. A parte técnica é
importante, a parte tática também. Mas nada mais importante que a entrega, e é
essa a diferença, esse é o mérito da equipe – disse o treinador.
Os
grandes nomes da partida foram os americanos Bennet e Holloway, que terminaram
respectivamente com 22 e 32 pontos, em um aproveitamento quase perfeito nos
lances livres e muito bom nas bolas de três. Pelo lado do Flamengo, Olivinha se
destacou no primeiro período, mas não pegou nenhum rebote no restante da
partida inteira; Marquinhos teve alguns momentos de brilho, principalmente nos
últimos lances, mas a irregularidade foi a tônica do time.
– Se a
gente olhar a nossa eficiência e pontuação, a gente já ganhou muitos jogos com
bem menos disso aqui. Mas isso não está sendo suficiente, porque eles estão
muito bem – disse Neto, treinador do Flamengo.
Os
rebotes do Pinheiros também foram um ponto de desequilíbrio. Quase sempre que o
time perdia um arremesso, conseguia uma segunda chance. Foram 16 rebotes
ofensivos, além de 29 defensivos, totalizando 45. O Flamengo teve apenas 28 no
total. A defesa do time carioca também decepcionou, sofrendo 100 pontos ou mais
pela segunda vez na temporada.
Números
Maiores
pontuadores: Holloway 32 X 24 Marquinhos
Maiores
reboteiros Teichman 10 X 6 JP Batista
Maiores
assistentes: Holloway 6 X 8 Fischer
Que beleza!
No
estouro do cronômetro do terceiro quarto, Holloway fez de três, colocando
quatro pontos de frente para o Pinheiros, no lance mais bonito da partida.
Elemento surpresa
Neto,
que é o principal reserva do Pinheiros, entrou muito bem no segundo período.
Anotou nove pontos, puxou o grito da torcida e colocou o time à frente no
placar. No último período, ainda colocou uma de três faltando quatro minutos
que fez com que o Pinheiros abrisse dez pontos.
Lotado
O
ginásio Henrique Villaboim não costuma lotar nos jogos do NBB, mas nesta
segunda-feira, o portão foi fechado quarenta minutos antes da partida. Ainda
havia uma longa fila, mas a capacidade do local já estava esgotada. Os
flamenguistas ocuparam um quarto da arquibancada, lotando a parte destinada aos
visitantes. Os pinheirenses lotaram o restante do ginásio. O público foi de
quase 1.500 pessoas. Em maior número, a torcida do Pinheiros conseguia fazer
mais barulho em suas cestas e na “zicada” nos arremessos do Flamengo.
Já a torcida carioca empolgava com os tradicionais cânticos “Mengão do meu
coração” e o próprio hino do clube.
Primeiro tempo
O
Pinheiros mostrou muita vontade no início, abriu 6 a 2 em dois minutos com duas
enterradas, mas aí o Flamengo montou um paredão. Conseguiu segurar cinco
ataques seguidos do rival, e o Flamengo abriu 13 a 6. No fim dos 12 primeiros
minutos, 23 a 18 para o Flamengo, com destaque para os 11 pontos de Olivinha.
Em
menos de dois minutos do segundo período, o Pinheiros virou o placar, 25 a 23,
com a entrada de Neto, que marcou cinco pontos e ainda pediu o apoio da
torcida. Sem Olivinha no garrafão, o Fla perdeu a força nos rebotes, viu o
Pinheiros acabar o tempo na frente: 45 a 44.
Segundo tempo
Assim
como no início do segundo período, o Pinheiros dominou os primeiros minutos e
chegou a colocar 54 a 46 no placar. As bolas de três do Pinheiros mantiveram o
time à frente, encerrando o período com 76 a 72.
No
último período, o Pinheiros colocou 84 a 74 faltando seis minutos para o fim da
partida, mas o Flamengo buscou com uma bola de três de Marcelinho e uma
cesta/falta de Marquinhos (84 a 82). O ginásio incendiou, o Pinheiros conseguiu
manter a calma e, com ótimo números de rebotes, se manteve à frente. O Fla
chegou a trazer a vantagem para um ponto, mas o time da casa fechou a partida.
Escalações
Pinheiros: Bennet, Holloway, Gemerson, Teichmann e Renan
Entraram: Ansaloni, Arthur,
Gustavo, Ruivo, Mathias, gustavo e Neto
Flamengo: Marcelinho, Ramon,
Marquinhos, JP e Olivinha
Entraram: Rollins, Mineiro,
Humberto, Lelê e Fischer
A série
21/4 –
Pinheiros 85 x 96 Flamengo, no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim (SP)
24/4 –
Flamengo 83 x 73 Pinheiros, no Tijuca Tênis Clube (RJ)
26/4 –
Flamengo 79 X 90 Pinheiros, no Tijuca Tênis Clube (RJ)
01/05-
Pinheiros 102 X 98 Flamengo, no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim (SP)
Regulamento
No
NBB, Os 15 times jogaram a primeira fase em turno e returno, com os quatro
primeiros colocados avançando direto às quartas de final. As equipes que
ficaram entre quinto e 12º lugar jogaram uma espécie de oitavas de final. Os
playoffs são sempre em melhor de cinco partidas.

COMENTÁRIOS: