Sociedade Esportiva Crefisa prepara proposta por Éverton Ribeiro.

24
Foto: Divulgação

LANCE:
O Palmeiras irá ao mercado em busca de um meia na janela do meio do ano. O
preferido é Everton Ribeiro, do Al Ahli, clube dos Emirados Árabes. Um outro
nome debatido foi o de Paulo Henrique Ganso, do Sevilla, mas com menos
entusiasmo pela dificuldade de convencer o jogador a retornar ao país agora.

Everton
Ribeiro, por outro lado, quer voltar para casa. No início desta temporada, o
representante do jogador sinalizou que seu cliente estava disposto a jogar no
Brasil novamente e que tentaria rescindir o contrato dele de forma amigável. Os
árabes bateram o pé e pediram 5 milhões de euros, o que afastou os
interessados.
São
Paulo e Flamengo entraram forte no negócio, enquanto o Palmeiras monitorava a
situação com mais cautela. Na época, Eduardo Baptista não achava necessário
contratar um novo atleta da posição. A opinião de Cuca é diferente.
Em sua
apresentação, o técnico disse já ter calculado que o Verdão pode fazer até 31
jogos em 103 dias. Guerra certamente não poderá ser utilizado em todos os
momentos e até agora nenhum outro atleta do elenco fez menção de ameaçar a vaga
dele. Raphael Veiga e Hyoran são jovens e foram pouco utilizados por Eduardo
Baptista. Michel Bastos, que poderia ser opção para o setor, tem sido escalado
ou na ponta ou na lateral esquerda.
Se
Everton Ribeiro não conseguir se desligar sem custos, o Palmeiras espera que a
pedida do Al Ahli desta vez seja menor do que os 5 milhões de euros anteriores.
A Crefisa pode ajudar. Os salários pedidos pelo jogador, que no início do ano
estavam na casa dos R$ 700 mil, também terão de ser reduzidos.
São
Paulo e Flamengo devem entrar na disputa novamente. A boa relação de Everton
com Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, pode pesar. Eles foram
bicampeões brasileiros pelo Cruzeiro e têm relação de amizade.

COMENTÁRIOS: